fbpx

Em tempos que ansiedade e depressão são considerados o mal do século, é um grande equivoco não falar do enfrentamento das emoções no contexto de saúde e bem estar!

Sabemos exaustivamente que exercícios físicos é um grande aliado tanto de nossa saúde física quanto mental, mas existem outras praticas que podem nos ajudar a encarar as adversidades do dia a dia.

Apesar de conceitualmente sermos considerados seres racionais, eu me arriscaria a dizer que, em verdade, somos seres completamente emocionais, ou seja, nossas emoções afetam poderosamente cada aspecto de nosso Ser, de maneira consciente ou mesmo inconsciente e, olhar sobre esse prisma, pode nos ajudar a construir estados emocionais de mais recurso e criar uma vida mais saudável, de bem estar e satisfação!

Pra quem ainda não me conhece aqui é o Fábio Jones, “O Cara da academia” do “Dicas Curtas” sou Personal Trainer, um entusiasta do comportamento humano e apaixonado por desenvolvimento pessoal.

Trazendo pra você um conteúdos riquíssimo para ajudá-lo a se exercitar, cuidar da sua saúde, elevar sua autoestima e fazer de você uma pessoa mais produtiva, saudável, entusiasmada e vibrante através de uma visão disruptiva sobre saúde, bem estar e autocuidado.

Se você achar que esse conteúdo faz sentido pra você, curta, comente e compartilhe, e  é claro, não deixe de assinar nosso podcast, para você não perder as dicas que estão por vir e nos ajudar a crescer, levando nossas dicas a mais pessoas e me encorajando a produzir e trazer novos conteúdos.

Agora, sem mais delongas, vamos ao que interessa!

Ouça “110 Enfrentando as adversidades, elevando os padrões emocionais para mais saúde e bem estar” no Spreaker.

Todos nós, passamos por momentos difíceis em que se sentimos desanimado e sem energia para realizar as tarefas diárias, e está tudo bem, a vida é uma caminhada cíclica, em tempos, estamos sobre a crista da onda em outros sobre a névoa da escuridão das revezes impostas pelo momento.

O que passa despercebido é que a dificuldade de lidar com essas situações dolorosas, esta associada a alterações neuroquímicas em nosso cérebro, em elementos como  dopamina e serotonina que, além de outras funções cerebrais importantes, são quem modulam nosso humor, emoções, sono e nossa motivação.

O desequilíbrio desses elementos, significa menos felicidade, mais dor e ansiedade, em termos psicológicos podemos chamar esse período de despersonalização, é como se por algum tempo deixemos de ser nos mesmos, entretanto sua configuração equilibrada nos torna mais confiantes e motivados.

Trata-se de um sistema mestre de controle, que ajusta toda nossas percepções de valores, emoções, pensamentos e ações.

Para lidar de maneira mais assertiva com os momento difíceis precisamos adotar medidas e atitudes que possam nos empoderar a criar estados emocionais mais elevados. Entretanto, é preciso compreender em que ponto estamos, se não conseguimos engajar em nossas atividades básicas do dia a dia, com grande dificuldade de experienciar o prazer nas coisas, talvez seja o caso de buscar ajuda clinica, através de profissionais especializados como um psicólogo, um psiquiatra ou através de terapia individual ou através de uma rede de apoio, mas se não for esse o caso, aqui vão algumas  dicas que pode ajudá-lo a controlar e elevar seu estado emocional e quem sabe ajudá-lo a dar a volta por cima.

A PNL defende que podemos articular e mudar nosso estado emocional a partir de três elementos básicos:

Fisiologia, foco e linguagem.

Lembrando que falo de algo complementar que e em alguns casos pode ser suficiente.

Baseado na PNL, a nossa fisiologia está ligada a comunicação não verbal, postura, cabeça, olhar, ombros, respiração e tom de voz, basta observarmos a diferença entra a postura de um vencedor e de alguém que acabou de ser derrotado.

Quando você muda a postura, o modo de respirar e os movimentos, no mesmo instante você muda as representações internas de sua mente e com isso o estado emocional muda também.

Além disso, se quiser melhorar sua fisiologia, observe também se está tendo sono suficiente, para que você tenha a recuperação necessária das faculdade mentais que por consequência ajudará no trato das funções emocionais.

Observe se esta se alimentando em intervalos ideias, com qualidade, e quantidades ideias, para garantir uma boa curva de acúcar na corrente sanguínea que garantira energia suficiente para seu cérebro e para os músculos e dessa forma você tenha disposição suficiente para realizacao das tarefas diárias.

Observe se está tomando agua suficiente, pois manter seu corpo bem hidratado garante o transporte e distribuição de vitaminas, minerais, glicose, oxigênio e outros nutrientes para as células que por sua vez, garantem o bom funcionamento das atividades cerebrais, intestinais, musculares e imunológicas.

Exercícios fisico e técnicas de relaxante através de meditação e respiração, também são alguns exemplos de práticas que alteram sua fisiologia e melhoram instantaneamente o estado emocional.

Em relação ao foco, de maneira bem simples, o foco representa para onde está voltada nossa atenção, se canalizarmos nossas energias na lamúria, criamos um estado melancólico e de poucos recursos, mas se encontrar-mos sentido nas transitoriedade podemos transformar sofrimento em estimulo para novos desafios, tarefas e realizações.

Encarar a realidade, ainda que muito dura, sobre outras lentes, pode fazer com que esse seja um momento de grande aprendizado.

Com relação a linguagem, quem nunca ouviu as seguintes expressões: “Cuidado com o que fala” ou o a passagem bíblica de Lucas 45 O homem bom, do bom tesouro do seu coração, tira o bem, e o homem mau, do mau tesouro do seu coração, tira o mal, porque da abundância do seu coração fala a boca.

De maneira simplista palavras negativas alimenta o ciclo de coisas negativas

Coisa do tipo, não sou capaz, não tenho recursos, não nasci para isso…

Empoderar-se com a compreensão de sua fisiologia, o poder do foco e a força das palavras pode ser uma ótima via para alterar seu estado emocional.

E agora, neste exato momento, enquanto você ouve esse podcast.

Como esta sua postura?

Onde está o seu foco?

Qual a historia que você está contando pra você?

Como você está se sentindo?

Qual é o estado emocional que você está experimentando?

Se você quiser se sentir melhor mude agora sua fisiologia, foco e linguagem e perceba o resultado positivo em poucos instantes.

“corpo e mente fazem parte do mesmo sistema, é um laço cibernético”, uma via de mão dupla, quando mudamos nosso estado, nosso comportamento mental, alteramos a fisiologia automaticamente. E se você muda sua fisiologia, você muda seu estado mental.

A manipulação desses três elementos é uma estratégia inteligente capaz de alterar a neuroquímica cerebral ajudando a canalizar nossas emoções e sentimentos.

Parafraseando Victro Frankl, em seu livro Em busca de sentido diz:

“quando um situação não é favorável devemos transformá-la e quando ela não puder ser transformada, devemos transformar a nós mesmos.”

Espero que tenha gostado do episódio de hoje!

Se você gostou curta, comente e compartilhe o Dicas Curtas em suas redes sociais.

E caso fique com alguma dúvida me procura no grupo do O cara da academia no Facebook, pois estarei a  disposição para esclarecer todas elas.

Assine e acompanhe esse podcast através do seu dispositivo Apple ou Android, sendo que você também pode encontrar o O cara da Academia no Spotify e no Deezer.

Sabia que a partir de agora você também pode ajudar o Dicas Curtas a crescer ainda mais fazendo parte do grupo de apoiadores?

Com incentivos a partir de 1 real por mês, você ajudará o Dicas Curtas a alcançar mais pessoas, incluir novos experts, e claro, ter acesso ao grupo de apoiadores no Facebook para receber conteúdos especiais e ter acesso a lives exclusivas para poder tirar suas dúvidas ao vivo com o expert de sua preferência.

Para ser um apoiador basta acessar o site: apoia.se/dicascurtas.

O link vai estar disponível na descrição do episódio!

Ficamos por aqui e até a próxima semana com mais uma dica do O cara da Academia!

Até a próxima semana.

Como começar o ano motivado | O Cara da Academia

Pin It on Pinterest

Share This