Ouça agora este podcast!“009 Aprenda A Controlar A Ansiedade Antes Da Prova Do Concurso”

Todo projeto de aprovação em um concurso público tem uma fase de início, meio e fim. E durante toda essa jornada, o estudante sofre uma verdadeira enxurrada de pressões psicológicas, emocionais e todo tipo de situações de estresse.

Para te ajudar a não travar diante desse quadro de tensões, neste episódio você vai aprender a controlar a sua ansiedade, para que você não tenha a sua energia drenada com o excesso de preocupações e questionamentos sobre tudo o que envolve o seu concurso e use a sua energia justamente para estudar e conquistar o seu objetivo.

Antes de mais nada, você precisa entender que a ansiedade não é exclusividade de quem estuda para concursos. Se não houver o devido cuidado, ela é um sentimento que pode cercar todas as áreas da nossa vida.

Hoje  você vai aprender em detalhes os tipos de ansiedade que os concurseiros normalmente sofrem e algumas dicas práticas para ter o controle sobre cada um deles, permitindo que você mantenha o controle da sua rotina de estudos.

Lembre-se, todos nós temos uma certa dose de ansiedade, isso é normal. O cuidado deve estar justamente no controle emocional para os efeitos desse sentimento não sejam tão impactantes a ponto de fazer com que você perca o controle das suas ações e simplesmente não consiga estudar, ou se esqueça de tudo o que aprendeu e trave na hora da prova.

É como nós falamos, sua fase de concurseiro tem um início, um meio e um fim, em que o resultado desejado é a aprovação. Mas, para que você supere cada uma dessas etapas, é necessário que você tenha a exata noção de que é uma questão de tempo, dedicação e foco no seu objetivo final.

Eu sou Pablo Amorim, o Mestre dos Concursos do Dicas Curtas e, semanalmente, trago aqui neste podcast, várias dicas e informações para ajudar você a ter alta performance nos estudos e conquistar a sua aprovação mais rápido em um concurso público.

Então, para que você não perca nenhuma dica e fique atualizado com todas as informações que estarei compartilhando aqui, basta assinar o podcast e acompanhar todas as semanas o Mestre em Concursos Públicos do Dicas Curtas.

Agora, vamos para o que interessa!

Ansiedade Pré-Edital

Alguns especialistas em concursos públicos costumam classificar a ansiedade do estudante em 3 tipos:

O primeiro tipo de ansiedade é o que podemos chamar de Ansiedade Pré-Edital, que é aquele que ocorre nos estudos justamente antes da publicação do edital. E os questionamentos mais frequentes que eu recebo como professor nessa fase são justamente sobre quando o edital vai “sair”. Essa preocupação é normal e eu sofri isso na pele também quando era estudante. O problema é quando ela vira obsessão. A publicação do edital é algo que está fora do seu controle e você não tem poder nenhum sobre isso.

Preocupe-se com o que você pode controlar. O ideal é que nessa fase você tenha a sua atenção voltada para os estudos, prioritariamente. Estabeleça um bom planejamento dos estudos e siga ele à risca. Com horários e metas bem definidos, tudo se ajustando a um estilo de vida saudável e equilibrado. Existe uma filosofia que ajuda a controlar o período pré-edital:

“Preocupe-se com o que você pode controlar. Pois a sua reação aos acontecimentos é mais importante do que o próprio acontecimento em si”.

Segundo Paulo Vieira, Professor e PHD em desenvolvimento humano e criador do Método CIS (Coaching Integral Sistêmico), a nossa reação aos acontecimentos da vida é responsável por 90% dos nossos resultados, então, a sua reação à publicação do edital é mais importante a publicação do edital por si só.

E seguindo esse raciocínio, o seu comportamento é que realmente faz a diferença. Então, enquanto o edital não for publicado, simplesmente estude e dê o seu melhor para estar preparado quando ele finalmente for liberado. E, após a sua publicação, faça os devidos ajustes na sua rotina de estudos e mantenha o seu foco normalmente.

Lembre-se, as mudanças que o edital trará serão para todos.

 Ansiedade Pré-Prova

O segundo tipo de ansiedade que normalmente tem um impacto muito grande sobre os estudantes é a chamada ansiedade pré-prova. E essa é aquela que domina e corrói completamente os nossos pensamentos nos dias que antecedem a prova.  Normalmente temos a sensação de não sabermos nada, que não vai dar tempo de estudar tudo. Eu mesmo me senti assim também.

Parece que chegava na véspera da prova e o sentimento era o de que eu não tinha estudado. Isso é terrível e destrói a gente por dentro. Mas isso tem solução. Eu gosto de fazer um comparativo com o resfriado.

Você pode combater o resfriado de duas formas: Aumentando a sua imunidade, através de cuidados com a saúde, tomando vitaminas e vivendo com qualidade de vida. Ou você fica doente e se enche de remédios. E aí você acaba perdendo momentos preciosos da sua vida, deitado na cama, com febre, dor de garganta, moleza no corpo. Qual das opções você prefere? Eu prefiro sempre a primeira: A prevenção.

E para evitar vivenciar momentos de ansiedade pré-prova, existem algumas ações que podem amenizar seus efeitos ou até mesmo eliminá-los por completo. A primeira sugestão é muito óbvia. Comece a se preparar com antecedência, estudando da maneira correta e com material de estudo de qualidade. É fundamental também manter uma rotina com o mínimo de qualidade de vida, prática de atividades físicas e descanso adequado. Isso ajuda a manter o corpo e a mente fortalecidos.

Mas, principalmente, ajuda a manter o foco no que importa, ou seja, na preparação, no próximo passo a ser dado, e não no resultado final por si só. Prepare-se para a prova, mas viva o presente, foque no que você pode fazer hoje para obter a sua aprovação no futuro.

 

Ansiedade no Dia da Prova

O terceiro tipo de ansiedade que pode matar as suas chances de aprovação é a ansiedade que surge justamente no momento da prova. Sem sombra de dúvidas, ela é a pior de todas. Pelo simples fato de te travar na hora da prova.

Você pode mudar a sua forma de estudar no decorrer da sua preparação e melhorar a sua performance. Isso pode ser ajustado. Em muitos casos, pode acontecer justamente o contrário, ou seja, o estudante tem uma alta performance durante a preparação, consegue um bom resultado nos simulados e tem boa desenvoltura. Porém, se não chegar bem preparado emocionalmente no dia da prova, fica difícil reverter esse quadro sentado na sala de aula, com a prova na sua frente e o tempo correndo.

Então, nós já vimos como combater os dois tipos de ansiedade que antecedem a prova. Agora vou te ajudar a superar as adversidades que podem surgir no dia da prova.  São ações totalmente práticas, simples, com execução e resultados imediatos.

A primeira é chegar cedo no local de prova. Saia de casa com a antecedência suficiente para chegar com tranquilidade, sem pressa e prevendo possíveis contratempos. É só você lembrar da famosa cena de candidatos chorando em toda a prova do ENEM por chegarem atrasados. Essa agitação pelo atraso gera uma carga de estresse e ansiedade desnecessários e você não precisa passar por isso.

Lembre-se também de ler todas as instruções do edital, para verificar os documentos que você deve portar durante a prova, além dos materiais permitidos e também proibidos. Deixe tudo pronto e conferido no dia anterior. Quando você tiver acesso à prova, a primeira coisa a ser feita é ler todas as instruções que normalmente estão na capa do caderno de questões e, em caso de dúvidas, não hesite em perguntar o fiscal de prova.

E aí é chegado o momento mais aguardado, o início da prova em si. É hora de ser estratégico. Eu sempre recomendo uma passada rápida pelas questões, sem se preocupar em resolvê-las no primeiro momentos, apenas para se ter noção do conteúdo cobrado.

O próximo passo é passar para a resolução das questões. Nesse momento eu quero te lembrar de um importante detalhe, que faz toda a diferença:

Em concursos públicos, não são aprovados, necessariamente, os candidatos mais inteligentes, ou que tem mais conhecimento, muitos menos aqueles que respondem as questões mais difíceis, mas sim aqueles que acertam um maior número de questões.

Então não se prenda a questões difíceis de início. Não aceite o desafio de cara. Elas estão ali de propósito, para derrubar você. Se você sentir que a questão está exigindo um tempo de resolução que te prende a ela, marque como pendente e pule para a próxima. Vá repetindo esse processo e resolva primeiro as questões mais fáceis, muitas vezes você consegue assinalar a resposta de imediato. Fazendo isso, você garante logo as questões que sabe resolver.

Então, após garantir tudo o que você sabe, passe a resolver as questões mais complexas, que exijam mais tempo para serem resolvidas.

E, para finalizar, fique atento ao tempo de prova. Normalmente, os fiscais avisam ao final do tempo de resolução da prova e início do tempo de preenchimento do cartão-resposta.

Se você já tiver terminado tudo, está ótimo. Porém, caso ainda faltem questões a serem resolvidas, é hora de parar tudo e transcrever as questões que você já resolveu para o cartão-resposta.

Assim você garante as questões já resolvidas com segurança e, se sobrar tempo, volte e tente resolver as questões que ficaram sem resposta.

 

Resumo:

  • Primeiro nós falamos sobre os 3 principais tipos de ansiedade que assombram os estudantes.
  • Nós aprendemos sobre a ansiedade pré-edital, que é aquela que ocorre no início da preparação, antes da publicação do edital do concurso.
  • Logo em seguida, vimos o segundo tipo de ansiedade, a ansiedade pré-prova, que envolve os dias que antecedem a prova do concurso.
  • E você aprendeu que a principal forma de combater esse tipo de ansiedade é a prevenção.
  • E, para finalizar, vimos o tipo de ansiedade mais cruel, a ansiedade no dia da prova, que é aquela mais difícil de ser revertida, pois ela ocorre no momento de resolução da prova, com o tempo cronômetro já correndo.

 

Em cada um dos tipos de ansiedade, você aprendeu como como elas se manifestam e como tomar ações imediatas para amenizar os seus efeitos e até mesmo eliminá-los por completo. Assim você garante uma preparação mais tranquila e focada desde o início, pois cada uma das etapas da sua preparação exige um foco um pouco diferente. Pois, são etapas em que você tem ações diferentes a serem tomadas.

Por exemplo, antes da publicação do edital, o ideal é basear os estudos em editais e provas anteriores do seu concurso desejado.

Após a publicação do edital, você deve atentar, principalmente, para as alterações que ele possa trazer em relação ao conteúdo para a prova.

E, finalmente, no dia da prova, o foco deve estar em conseguir realizar a prova com tranquilidade e acertar o máximo possível de questões para ficar nas primeiras posições do concurso.

Espero que tenha gostado do episódio de hoje!

 

Curta, comente, compartilhe e deixe sua avaliação no ITunes para que este conteúdo chegue cada vez mais longe, ajudando mais e mais pessoas a serem aprovadas em um concurso público.

Caso fique com alguma dúvida, me procura lá no grupo do Mestre dos Concursos no Facebook, pois estarei à disposição para esclarecer todas elas.

Assine este podcast no seu dispositivo Apple através do aplicativo Podcast, ou no seu dispositivo Android usando o aplicativo de podcast’s de sua preferência.

E claro também através do Spotify e do Deezer. Assim você recebe uma notificação sempre que um novo episódio estiver disponível.

Conheça também nosso time de experts através do nosso site: www.dicascurtas.com.br.

Até a próxima semana!

Pin It on Pinterest

Share This