Ouça agora este podcast!

“147 As 10 melhores maneiras para se fazer mais dinheiro!”

Se você faz dinheiro apenas através de um tipo de negócio ou oportunidade, você sabe o quão difícil tem sido sustentar nossas vidas nesses tempos de incerteza. Alguns trabalhos foram afetados positivamente no contexto da pandemia, mas a maioria teve e tem tido uma mudança bem expressiva, implicando para algumas pessoas até a perda de suas posições e, consequentemente, de suas rendas.

E, no mundo de hoje, viver sem ter dinheiro é sinal de dificuldade. Portanto, mais do que nunca esse é o momento de aprendermos a colocar nossas cabeças para pensar, estudar o melhor possível e construir novas fontes de renda (múltiplas, de preferência) para podermos não depender apenas do nosso trabalho principal, já que vimos que tudo pode mudar (e mudou) em um curtíssimo espaço de tempo.

Se não fizer isso, daqui algum tempo, quando vier outra crise você pode estar despreparado e ficar novamente em uma situação delicada: tudo porque não aprendeu a fazer o seu dever de casa bem feito, agora.

No penúltimo podcast tratamos das 3 categorias para se fazer dinheiro e no último podcast falamos de algumas das oportunidades que existem para se fazer dinheiro, organizando o pensamento nessas 3 categorias principais.

Nesse episódio vamos tratar dos 5 critérios de classificação de oportunidades para se fazer mais dinheiro e das 10 melhores maneiras de se fazer mais dinheiro.

O Investidor Inteligente é o podcast sobre Finanças e Investimentos apresentado todas as semanas com um propósito muito especial: te ajudar a desenvolver uma visão mais elaborada em relação às suas finanças e te oferecer informações relevantes de qualidade sobre dinheiro, além de orientações e estratégias valorosas que podem te dar o clique necessário para você usar bem seus recursos financeiros seja para solucionar seus desafios, seja alcançar seus mais ambiciosos objetivos.

Eu sou Phillip Souza, palestrante e consultor financeiro especialista em finanças pessoais e desenvolvimento humano, o expert em Finanças e Investimentos do Dicas Curtas. Meu propósito é que você consiga se desenvolver financeiramente seja desconstruindo, reconstruindo ou transformando a sua mentalidade para que você possa aprender a evoluir e se comportar de forma mais sábia e próspera em relação às suas finanças, transformando-se em um investidor ainda mais inteligente.

Esse e os outros podcasts do Dicas Curtas são gratuitos. Portanto, você pode seguir e assinar agora mesmo o Investidor Inteligente nas diferentes plataformas de podcast em seu smartphone para não perder nenhuma dica, ficar por dentro com todas as informações e acompanhar todas as semanas os novos episódios para poder alcançar um bom balanço na sua vida financeira tanto no presente quanto no futuro!

Os 5 critérios para classificar os melhores métodos de fazer dinheiro

Eu pesquisei e considerei várias questões, mas finalmente cheguei à cinco denominadores responsáveis ​​pela maioria do sucesso na obtenção de renda ou de mais renda:

  • Custo: basicamente é a proposta de mensurar qual o esforço necessário para fazer dinheiro seja com tempo, com dinheiro ou com ambos. Exemplo: a criação de um eBook pode custar muito tempo, enquanto o investimento em ações que pagam bons dividendos é essencialmente um custo monetário (apesar de ser importante estudar e avaliar as oportunidades no mercado acionário);
  • Apreço: é a ideia de quanto uma pessoa desfruta (ou não) do esforço empregado. Se você gosta de fazer alguma coisa (como eu produzo podcasts), fazer dinheiro com isso quase parece um prêmio por poder realizar a tarefa;
  • Propriedade: isso que está sendo feito ou construído pertence à você ou a outra pessoa? Se você cria um negócio paralelo, ou seja, é o proprietário, isso significa que pode desenvolvê-lo onde quer que você vá, mesmo no período de aposentadoria. Se você está trabalhando dentro de uma empresa, é proprietário de sua carreira, mas, no final das contas, a empresa é dona da posição. Então, se você sair ou se aposentar, você perde toda essa renda;
  • Probabilidade de sucesso: qual a probabilidade do esforço empregado resultar em renda? Por exemplo: escrever músicas tem uma chance bem baixa de sucesso, contudo, se você transformar seu hobby em uma forma de renda é muito mais provável que você ganhe alguma coisa;
  • Potencial: a quantidade e a duração do potencial de ganho. Você pode ganhar R$200 por mês ou R$2.000 por semana? Os ganhos vão durar um ano, cinco anos ou mais?

Existem mais critérios que podem ser incluídos? Claro que sim! Mas esses 5 itens são avaliados individualmente e em conjunto para que eu possa pensar e tomar uma decisão sobre possíveis ideias geradoras de renda. Fique à vontade para compartilhar seus outros critérios encontrando as publicações desse podcast nas redes sociais, tanto no Instagram (@dicascurtas) quanto na fanpage do Investidor Inteligente no Facebook, e deixe sua contribuição através de comentários, ok!?

As 10 melhores maneiras (na minha opinião) para se fazer mais dinheiro

A partir dos critérios descritos (custo, apreço, propriedade, probabilidade de sucesso e potencial de ganho), classifiquei todos os itens que foram abordados no episódio anterior (se você ainda não tem uma noção do que se trata, volte lá e escute o podcast As principais maneiras de se fazer mais dinheiro).

Dei a cada ideia de geração de receita uma nota de 1 a 10 em cada um dos cinco critérios apresentados; em seguida somei essas notas e coloquei na ordem da que possuiu uma nota menor até a que possuiu a nota maior, selecionando as “10 mais”.

Contudo, antes de prosseguirmos, deixe-me dizer o seguinte:

  • Este processo é completamente subjetivo. Sim, é baseado no meu entendimento e conhecimento, mas outras pessoas podem fazer o mesmo exercício e obter resultados diferentes. Dito isto, no final das contas, provavelmente todos nós terminaríamos com as mesmas sete primeiras melhores ideias: a diferença pode estar nos itens 10, 9 e 8.
  • Não havia muita diferença entre os dez primeiros no ranking total. Acontece que uma ideia forte em alguns critérios também é, por natureza, fraca em outros. Isso tende a agrupar todas as principais pontuações totais, portanto, não há grandes diferenças entre elas.
  • Suas dez primeiras ideias podem ser diferentes dessa seleção com base no que você valoriza. Classifiquei todas as ideias de 1 a 10 em todas os critérios, mas você pode decidir que custo, propriedade e potencial de ganho são os únicos critérios de seu interesse. Nesse caso, sua lista seria completamente diferente.
  • Algumas das ideias de geração de renda são tão dependentes de uma coisa ou de outra que, se você não a tiver, faz com que a ideia não seja possível. Por exemplo: se você não consegue escrever bem, criar um livro é um desafio muito grande, que talvez, pelo menos a princípio, não compense o esforço, independentemente da pontuação que for atribuída. Ou se você não tiver muito dinheiro, comprar uma empresa não é uma opção.

Com essas ponderações feitas, vamos tratar das 10 melhores ideias para se fazer dinheiro, na minha opinião.

#10. Escreva e venda um eBook.

Provavelmente existe alguma coisa (ou algumas coisas) que você saiba como fazer que a maioria das outras pessoas não saibam. Você pode escrever um eBook sobre o assunto e vendê-lo por dinheiro extra.

Essa ideia faz parte da lista porque o custo é basicamente o tempo (sem necessidade de ter dinheiro para produzir) e a maioria das pessoas pode escrever e vender um livro eletrônico na internet que é muito mais fácil do que vender um livro impresso em qualquer lugar. Também é bastante lucrativo, pois o produto (livro eletrônico) e o método de distribuição (entrega eletrônica) custam muito pouco.

É interessante que você tenha uma audiência para comercializar o produto ou precise de criar meios de acessar uma (seja por meio de uma parceria de afiliado com sites, por exemplo) para poder ter um resultado com esse trabalho, mas se você tiver a ideia certa, se expressar bem e divulgar, isso pode ser um meio de geração de receita que pode te pagar uma boa quantia por um longo tempo.

#9. Alugar o que você possui

Na minha opinião, a coisa que pode gerar mais resultado é alugar sua casa (com o Airbnb, por exemplo), mas podem existir outras coisas que você pode alugar e ganhar dinheiro. O ponto é que você já pagou por essas coisas (ou pelo menos as tem em seu orçamento, como no caso da vaga de garagem); portanto, qualquer coisa que você ganhar com elas será um dinheiro extra, sem despesas.

Ninguém sabe exatamente onde o aluguel de espaços por temporada (como o Airbnb) chegará após o fim da pandemia, mas há outra maneira de ganhar dinheiro com sua casa: você pode pensar em receber um ou dois inquilinos. Um dos meus amigos, há algum tempo atrás, comprou uma casa e depois alugou dois quartos para amigos, totalizando R$1.500 por mês. Um cliente, que morava sozinho em uma casa grande, me contou que resolveu alugar dois quartos, de R$400 a R$700 por mês. Sim, eu sei que por um lado pode ser um aborrecimento morar com outras pessoas, mas se você é do tipo que não se importa com isso, essa ideia pode ser bem lucrativa.

#8. Empréstimos privados.

Primeiro, vamos para as más notícias. É difícil de encontrar empréstimos privados (para empresas menores); é um tipo de investimento mais arriscado, e, obviamente, você precisa de dinheiro para investir neles. Mas as boas notícias são muito, muito boas: os retornos são sólidos por muito tempo (é possível encontrar oportunidades com cerca de 10% até mais, dependendo do grau de risco).

Portanto, se tudo der certo, empréstimos privados podem ser oportunidades de grande valor na sua “carteira de geração de fluxo de caixa”. Se não fosse pelas más notícias, eles teriam uma classificação muito maior na lista – mas não podemos desconsiderar os riscos, certo?

#7. Criação de Curso Online.

Essa ideia é similar a escrever um eBook, porém um pouco mais elaborada e que provavelmente vá exigir vários talentos de mídia (saber escrever bem; conseguir produzir um bom material visual; saber apresentar bem as ideias com imagens, gráficos, histórias, com lógica e organização; saber editar vídeo e áudio, etc.). O comprometimento de tempo pode ser bem mais longo que um eBook, então é necessário ter mais habilidades (mesmo que ainda no nível básico) e talvez de algum dinheiro.

É notável, porém, que os cursos são vendidos por quantias significativamente maiores que os eBooks. Você precisaria vender muito mais livros para igualar o que faria com a venda de um curso. Além disso, é mais provável que os cursos sejam vendidos por outros sites e outras plataformas, pois os pagamentos dos afiliados podem ser mais altos.

Além disso, existem inúmeras vendas adicionais que podem complementar um curso on-line – um treinamento particular, relatórios, workshops exclusivos, etc. – que tornam essa uma ideia bem promissora, se for feita com qualidade e pelo menos entregar o que foi prometido.

#6. Escritor freelancer.

Qualquer um pode escrever, certo?

Bom, não é bem assim e além da habilidade de escrita e expressão ser um escritor freelancer requer alguma determinação e marketing. Mas se você conhece um assunto e pode escrever sobre eles, existem algumas publicações e sites por aí que pagarão por isso.

Na verdade, você pode fazer muito mais dinheiro escrevendo do que produzindo um eBook. No entanto, escrever um eBook é uma tarefa única (que talvez precise, periodicamente de alguma atualização, dependendo do assunto), enquanto você precisa continuar escrevendo como escritor freelancer para continuar ganhando.

#5. Consultoria.

A ideia aqui é que você pegue suas habilidades de trabalho e as venda para outras pessoas. Pode ser difícil encontrar essas pessoas, mas quando as encontra e executa esse trabalho com frequência elas tendem a pagar muito bem. Além do mais, assumindo que você gosta do que faz, pode ganhar dinheiro com algo que gosta.

Agora chegamos ao top 4 que têm o poder de produzir bastante resultado em termos de renda. As quatro principais ideias geralmente exigem mais tempo, dinheiro e comprometimento, mas também têm os pagamentos mais altos e consistentes.

#4. Imóveis.

O setor imobiliário é conhecido há muito tempo como um método para se tornar e permanecer rico. É uma das principais opções de investimento de milionários e ainda tem seu próprio plano de investimento de 20 anos para criar riqueza.

Hoje existem milhares de maneiras de investir em imóveis (aluguel residencial, aluguel comercial, Fundos de Investimento Imobiliários, etc) o que dá permissão para praticamente todo tipo de investidor participar, sejam pequenos investidores ou mega investidores.

Particularmente eu sou muito a favor dos Fundos Imobiliários, devido sua possibilidade de fracionamento, maior liquidez, e, desde que sejam bons fundos, uma produção de retornos regulares acima da média.

De toda forma, desde que você faça sua lição de casa, estude e saiba no que está se metendo e inclua uma margem de segurança em seu investimento: assim o mercado imobiliário poderá funcionar bem para você.

#3. Investimento em ações boas pagadoras de dividendos.

Em minha opinião, essa ideia e o setor imobiliário são bons sustentadores da geração de renda, sendo que você pode começar com valores menores e, por exemplo, ir comprando ações ao longo do tempo.

Você pode começar a comprar algumas ações sempre que receber seu pagamento. Faça isso ao longo de 30 anos e você acumulará uma fortuna em ações valiosas que podem te pagar uma renda sólida e substancial.

#2. Negócios paralelos.

Essa ideia é um pouco genérica, mas a proposta aqui é que você construa um negócio em que você ou outra pessoa administre (também pode comprar um negócio se tiver muito dinheiro).

Se você tiver tempo e habilidade, poderá transformá-los em algo bastante agradável enquanto trabalha e continuar com esse negócio até depois da aposentadoria como uma forma de renda extra. De fato, a renda de um negócio paralelo é tão poderosa que pode te ajudar a se aposentar em menos tempo, talvez em 10 anos. Além disso, como esses negócios costumam ser desenvolvidos em algo que você gosta, eles acabam se tornando atividades divertidas.

#1. Carreira.

A maioria das pessoas não gosta de ter essa opção como a número 1 porque prefere fazer dinheiro fora de seus trabalhos ou empregos: e o motivo disso é porque essas pessoas não gostam de seus trabalhos (nesse caso, isso precisa ser investigado, porque se você não gosta do que faz deve procurar algo que gosta de fazer, concorda?). Apesar desse possível descontentamento, crescer na sua carreira é a melhor maneira de aumentar a renda.

Isso ocorre porque sua carreira é seu maior patrimônio e, sem muito esforço, você pode melhorar um pouco seus ganhos de tempos em tempos, além de poder se tornar um profissional melhor e ter outras oportunidades em outras empresas, caso seja um funcionário de empresa privada. Esses pequenos aumentos acabam gerando muito dinheiro no longo prazo, desde que você faça o dever de casa de investir os acréscimos de renda enquanto procura manter (sem aumentar) o seu padrão de vida.

Como passar de um fluxo de renda para vários fluxos de renda

Decidi ir além. Se você chegou até aqui, provavelmente escutou os últimos dois podcasts sobre esse assunto, sobre como fazer mais dinheiro, entendendo a importância, a relevância e, mais do que nunca, a urgência em desenvolver mais e diferentes fontes de renda.

Só que quero te oferecer um pouco mais. É realmente necessário tomar uma decisão sobre esse assunto, o que vai gerar um grau de esforço em prol de uma melhor qualidade de vida para você e sua família, em um futuro. Para isso quero finalizar a conversa falando sobre como você pode passar de um fluxo de renda para vários fluxos de renda.

Esses métodos de renda podem ser criados sequencialmente em um grupo muito forte de múltiplos fluxos de renda. Sua jornada pode ser diferente da que será descrita a seguir, mas aqui está um caminho, uma estratégia, se você deseja criar várias fontes de renda e mudar a forma como você obtém dinheiro e se sustenta ao longo de sua vida:

  • Escolha uma carreira da qual você goste e que gere uma boa quantia de dinheiro: se você for criativo e aprender a vender bem suas habilidades, o sucesso financeiro costuma ser bem pavimentado pela paixão;
  • Continue gastando pouco, criando uma boa diferença entre o que você produz de dinheiro e o que gasta;
  • Depois de construída suas reservas, use essa diferença para investir em renda variável, tanto em ETFs para crescimento (você precisará de crescimento ao longo do tempo) mais ações que sejam boas pagadoras de dividendos (para renda adicional);
  • Trabalhe no crescimento de sua carreira para aumentar a renda, mantendo os gastos baixos para criar uma diferença ainda maior. Isso permite que você invista mais em renda variável e economize para investimentos adicionais futuros (ou seja, imóveis ou outras oportunidades futuras);
  • Desenvolva um negócio paralelo (pode ser as oportunidades 2, 5, 6, 7, 9 ou 10 que foram apresentadas). Com isso, você terá ainda mais receita extra para investir em renda variável e aumentar o seu potencial de geração de fluxo de receitas;
  • À medida que suas economias aumentam o suficiente, você pode começar a avaliar e, se for o caso, comprar imóveis para obter renda. Se você administrar as finanças e comprar corretamente, isso gerará ainda mais renda, que você poderá usar para investir ainda mais em renda variável e em outros tipos de investimento;
  • Faça isso e com o tempo você terá construído um portfólio de múltiplos ativos que oferecerá valorização (crescimento) e receita. Eventualmente, você terá mais renda do que suas despesas de sobrevivência, com um detalhe adicional: renda proveniente de múltiplas fontes.

Quando isso acontecer (além de ter pelo menos algumas margens de segurança), você se torna financeiramente independente. Nesse momento você poderá desfrutar de uma profunda sensação de alívio mental e emocional, de conquista, de realização. E também você pode tomar a decisão tão desejada de se aposentar ou não: a escolha será apenas sua. Portanto, fechamos o assunto sobre como fazer mais dinheiro.

O podcast do Investidor Inteligente também pode ser um pouco seu! Acesse a transcrição no blog do Dicas Curtas caso queira deixar algum comentário para esse episódio! E você também pode participar mais fazendo a mesma coisa encontrando a postagem no perfil do Dicas Curtas tanto no Instagram (siga @dicascurtas) quanto na fanpage do Investidor Inteligente no Facebook. Aproveita para seguir o perfil, curtir a página e as postagens, marcar seus amigos e compartilhar com eles o que você está aprendendo aqui!

Caso queira, você também pode participar da comunidade exclusiva do Investidor Inteligente no Facebook, expondo suas dúvidas, dando suas sugestões de novos temas e apresentando postagens que agreguem à comunidade: para manter o grupo saudável, só não vale postar spam e nem publicidade, ok?!

Todos os links estão na transcrição no blog e na descrição dos episódios.

Assine agora e acompanhe esse podcast através do seu dispositivo Apple ou Android, sendo que você também pode encontrar o Investidor Inteligente pelos apps Spotify ou Deezer.

Pense sobre o que tratamos aqui e coloque em ação o que você aprendeu. Lembre-se de cuidar bem de você, de sua família e de suas finanças! Que Deus te abençoe!

Aqui é Phillip Souza, o Investidor Inteligente!
Investidor Inteligente do Dicas Curtas

Pin It on Pinterest

Share This