Ouça agora este podcast! “016 As etapas do desenvolvimento financeiro”

No episódio anterior falamos sobre os sentimentos que influenciam nossas decisões financeiras. Esses sentimentos são o medo e a ganância. Se você ainda não ouviu, recomendo que você acesse o episódio e veja como podemos crescer na vida financeira por meio do domínio desses dois sentimentos.

Hoje vamos falar sobre as etapas do desenvolvimento financeiro. Como você pode se tornar uma pessoa rica para poder realizar os seus objetivos com tranquilidade e qualidade? Nós sabemos que não é tão simples, mas é possível destrinchar esses objetivos em etapas para que eles sejam mais palpáveis. Então vamos lá!

AS ETAPAS DA RIQUEZA

As etapas do desenvolvimento financeiro que também podemos chamar de etapas da riqueza São as seguintes:

  • A segurança financeira
  • A independência financeira
  • A liberdade financeira

É importante sabermos sobre essas etapas porque não faz sentido alguém se julgar um investidor se não possuir disciplina para conquistar essas etapas na sua vida.

 

SEGURANÇA FINANCEIRA

A primeira etapa é a etapa da segurança financeira. Ela diz respeito, em primeiro lugar às nossas necessidades básicas tais como: qualidade de alimentação, de moradia, de saúde, de educação, de lazer, de transporte, dentre outros. Quando os itens mais básicos da nossa vida estão em risco, significa que não temos segurança financeira.

Você tem segurança financeira quando dinheiro não é problema para marcar uma consulta médica que você precisa fazer. Você tem segurança financeira quando consegue dar uma boa moradia para sua família, quando consegue matricular seus filhos numa boa escola sem ficar endividado, quando consegue dar tranquilidade para sua família quando você não pode trabalhar ou mesmo vier a falecer.

Na prática, quais são as ferramentas que podem ser utilizadas para nos dar a segurança financeira? Vamos aqui citar algumas:

  • reserva financeira;
  • plano de saúde;
  • seguro de carro, casa e outros bens valiosos;
  • plano de aposentadoria;
  • seguro de vida

Não vou aqui falar de todas essas ferramentas, mas a que considero mais importante é a reserva financeira. Todos os investidores devem ter em mente que antes de realizar seus maiores sonhos e objetivos, devem passar pela etapa da segurança financeira por meio, principalmente, da constituição de uma reserva financeira.

E para que serve a reserva financeira? Vamos dar alguns exemplos de situações em que a reserva financeira pode te ajudar a não se afundar em dívidas e perder o foco dos seus investimentos.

  • Uma doença. Se surgir a necessidade de realizar uma cirurgia que seu plano de saúde não cobre, sua reserva financeira pode ser utilizada para evitar que você pegue um empréstimo com juros altos;
  • Necessidade de realizar uma viagem de emergência por qualquer motivo;
  • Necessidade de mudar de cidade para aproveitar uma oportunidade de um emprego melhor;
  • Você pode ter uma redução de renda imprevista ou ainda ficar desempregado;
  • Se for empresário, pode passar por momentos ruins em que não é possível obter recursos suficientes para você e para sua família por meio do seu negócio.

Em todos esses casos, a reserva financeira evitará que você faça um endividamento. Se você não tiver uma reserva financeira nessas situações, provavelmente você terá que contrair dívidas com juros altos por causa da urgência. E essas dívidas farão você adiar seus objetivos de investimento.

Então a reserva financeira funciona como um seguro contra dívidas e juros para que não seja necessário parar de investir.

E qual deve ser o valor da reserva financeira?

Vários especialistas recomendam que devemos ter um montante que seja de 6 a 12 vezes maior que nossa despesa mensal. Qual a lógica disso? Esse é o período por exemplo em que você pode buscar uma recolocação em um novo emprego, caso venha a ficar desempregado. Ou ainda, é o período que você precisará pra começar um novo negócio caso precise.

Vamos dar um exemplo: Se você tem uma despesa mensal de R$ 10 mil, é recomendável que você tenha entre R$60 e R$120 mil na sua reserva financeira. Pois esse será o valor necessário para você bancar suas despesas no período de 6 mesas a 1 ano.

E aqui cabe fazer um alerta importante que é o seguinte: é preciso ter disciplina para olhar para a sua reserva financeira com racionalidade e não cair na tentação de comprar um carro novo ou uma casa maior.

Já vi situações de pessoas que começaram a constituir uma reserva financeira e quando chegaram ao valor que equivalia a 6 vezes o valor das suas despesas mensais, pegaram a reserva financeira e utilizaram para dar de entrada em algum grande financiamento para compra de um carro ou uma casa. No fim das contas, ficaram sem reserva e sem capacidade de continuar constituindo a reserva por causa das prestações assumidas e das despesas que vieram junto com o novo bem.

Uma outra questão importante é:

em que eu posso aplicar o dinheiro destinado a minha reserva financeira? Para esse dinheiro, prefira aplicações de renda fixa de curto prazo tais como:

TESOURO SELIC do Tesouro Direto; CDB’s; Fundos de Investimento DI. Para esse tipo de recurso o mais importante é ter liquidez.

Portanto, o primeiro passo para conquistar a segurança financeira é a constituição de uma reserva financeira. Ela funcionará como um seguro contra os imprevistos que podem impedir você de continuar trilhando o caminho para chegar a independência e depois à liberdade financeira.

No próximo episódio falarei sobre independência e liberdade financeira e começarei a demonstrar os gatilhos necessários para agir como um verdadeiro investidor.

Pin It on Pinterest

Share This