Ouça agora este podcast! “029 A atividade física ideal de acordo com a idade das crianças”

 

Hoje iremos falar sobre a atividade física ideal de acordo com a idade da criança. Mas antes disso gostaria de te convidar a integrar o nosso grupo fechado no facebook. Lá você terá acesso a várias informações e textos sobre atividade física, acesso a outros ouvintes e também poderá esclarecer suas duvidas direto comigo. Então procure pelo Cara da Academia e solicite sua participação.

Atividades físicas devem ser estimuladas desde os primeiros meses de vida para que os esportes sejam bem trabalhados no futuro.

Algumas mães me perguntam qual é a idade ideal para as crianças começarem a correr. Pesquisas mostram que, normalmente, uma criança ativa de seis a oito anos de idade tem os valores de VO2 máximo tão elevados ou às vezes até maior do que corredores adultos que treinam cerca de 48km a 64km em uma semana.

A visão de que as crianças são fisiologicamente capazes de correr longas distâncias é apoiada por registros de grupos etários em todo mundo. As pesquisas mostram também que as crianças se adaptam fisiologicamente ao treino de resistência e melhoram a performance na corrida.

No entanto esporte é definido como treinamento contínuo visando competição e não deve ser confundido com atividade física, que é a prática de exercícios sem visar competição.

A prática de atividade física pode ser iniciada a partir dos três meses de idade, com aulas na piscina, e a partir dos dois anos, com brincadeiras como dar cambalhota, pular, correr, subir e descer obstáculos.

E o esporte?

Crianças menores de cinco anos não devem fazer qualquer tipo de treinamento de esporte específico, incluindo a corrida.

De cinco até os dez anos podem ser realizados treinos curtos (de um quilômetro no máximo) e em ritmo lento. Competições de velocidade não devem ser estimuladas, apenas de forma recreativa e distâncias curtas, de 50 a 100 metros.

Acima dos dez anos pode ser iniciado um treinamento de corrida, desde que seja leve e respeite os limites de cansaço do adolescente. O treino de corrida geralmente é utilizado como preparação física para a prática de esportes como basquete, vôlei e futebol.

Corridas longas acima de cinco quilômetros só a partir dos 16 anos em jovens treinados.

A escolha de um esporte é uma tarefa que se deve fazer em conjunto, entre filho e pais. É necessário, sobretudo, respeitar o gosto e o interesse dos pequenos, e nunca obrigá-los que façam algo que não gostem. Aos pais cabe determinar o horário disponível para a prática do esporte e se está à sua altura, economicamente falando.

“O início deve ser lúdico, sem competitividade. Atos simples, como correr, brincar de bola e escalar, são suficientes

“O ideal é sentir que as crianças estão à vontade durante as atividades e não preencher a semana toda com qualquer aula, para não haver estresse. Também é muito bom que os pais participem quando possível.”

Não devem fazer mais de três ou quatro horas de exercícios físicos por semana. Em todo caso, é conselhável que antes façam uma consulta com o pediatra sobre o esporte que convém praticar, caso a criança sofra de algum problema respiratório ou físico. Nessa idade, o melhor esporte que as crianças podem praticar é a natação. Neste esporte poderão trabalhar todos os aspectos importantes no desenvolvimento do pequeno, como são a coordenação, a resistência, a disciplina, e a relação entre o esforço e o resultado.

Como escolher o melhor esporte para meu filho?

Escolher o esporte mais adequado para os filhos exige que se conheça seus gostos, suas capacidades corporais, possibilidades, seu caráter e suas necessidades:

1- Para crianças coordenadas, os esportes coletivos podem ser uma boa opção, como são o voleibol, o basquetebol, o futebol, handebol.

2- Para crianças inquietas ou nervosas, com falta de concentração, mas trabalhadoras quando motivadas, melhor que optem pelo atletismo ou a natação.

3- Para crianças perfeccionistas, com autocontrole e com capacidade de sofrimento, o melhor são os esportes individuais como a ginástica desportiva, o tênis, ou as artes marciais.

4- Para crianças fortes e com boa forma física, pode-se optar por esportes com riscos de lesões como o boxe e o rugby.

5- Para crianças muito ágeis, qualquer esporte que escolher terá êxito.

 

Em todos os casos, o melhor é solicitar a orientação do professor, antes de tomar qualquer decisão. Ele saberá avaliar melhor sobre qual o esporte ideal para cada menino ou menina.

 

Como começar o ano motivado | O Cara da Academia

Pin It on Pinterest

Share This