Ouça agora este podcast!

“069 Como investir em tráfego pago?”

 

A primeira coisa que vem a mente quando escuta a palavra Marketing Digital, pode ser a possibilidade de investir em tráfego pago utilizando o Google ou Facebook, para a divulgação através de anúncios de seus produtos ou serviços.

Basicamente conhecemos estes dois canais, mas saiba que existem muitos outros que oferecem esta funcionalidade.

Mas antes de você sair por procurando locais e criando diversos anúncios aleatoriamente, precisa entender a importância de fazer isto da forma correta, observando alguns pontos importantes para ter sucesso.

Fazer isso de qualquer jeito pode provocar dois resultados já bastante conhecidos: você vai gastar rios de dinheiro e não vai obter resultados relevantes, assim como vai tomar como premissa de que anúncios não funcionam para o seu negócio.

É por isso que neste episódio vou abordar as razões pelas quais você precisa investir em tráfego pago e como fazer isto da forma correta, além passar algumas noções rápidas de tipos de custos e erros que você precisa evitar para obter os melhores resultados.

Eu sou Breno Reis, o expert em Marketing Digital do Dicas Curtas e trago aqui neste podcast, várias dicas e informações para ajudar você a alavancar suas vendas e a conhecer um pouco mais sobre este mercado em constante evolução.

Então para que você não perca nenhuma dica e fique atualizado com todas as informações que estarei compartilhando aqui, basta assinar o podcast e acompanhar todas as semanas o Expert Em Marketing Digital do Dicas Curtas.

Então vamos para o que interessa!

 

 

Porque investir em tráfego pago?

Você precisa de resultado rápido! Investiu uma boa quantia de suas economias ou adquiriu algum tipo de investimento para um novo negócio e precisa que ele se pague o quanto antes.

Porém até que o seu negócio seja encontrado, adquira o reconhecimento necessário para se tornar relevante para uma boa parcela de consumidores e se pagar, levará um bom tempo.

É claro que nós temos alguns casos isolados de empresas que após 6 meses alcançaram o tão famoso “breakeven”, ou seja, quando o negócio alcança o seu ponto de equilíbrio financeiro e começa a ganhar capital.

Mas caso este não seja o seu caso, saiba que existe uma jornada a ser seguida, e se você pegar as informações corretas, o caminho será mais curto!

Então como encurtar este caminho? Com a geração de tráfego para seu negócio!

Através do aumento de tráfego você conseguirá encurtar este caminho e alcançar os resultados desejados.

Para aumentar este tráfego você tem a opção de utilizar estratégias de conteúdos como artigos e publicações para conseguir isso de forma orgânica, ou seja, gratuita. Mas também pode investir em tráfego pago para acelerar o crescimento deste tráfego e reduzir esta curva de crescimento do seu negócio.

Apenas para lembrar: o tráfego orgânico é aquele que tem como origem as pessoas que chegaram até seu negócio realizando pesquisas no Google e nas redes sociais que você está presente.

Estes conteúdos foram indexados pelo mecanismo de pesquisa, ou nos caso das redes sociais, aparecem nas pesquisas por hashtag’s, compartilhamentos e recomendações feitas por seus seguidores.

A vantagem desta estratégia é que ela possui um baixo custo de implementação, porém somente irá produzir resultados em médio e longo prazo.

Já no tráfego pago você consegue acelerar a aquisição de clientes através do investimento em anúncios, gerando maior exposição da sua marca para palavras chaves especificas ou para perfis de público que tem maior afinidade com o problema que você resolve.

 

 

Onde posso fazer meus anúncios?

Hoje na internet temos a possibilidade de realizar anúncios em plataformas distintas, e conhecer cada uma delas auxilia na decisão de qual é a melhor opção para você:

 

  • Google Ads

O Google Ads é a ferramenta de anúncios disponibilizada pelo Google para anunciantes. Através dele você consegue criar anúncios textuais que serão veiculados como resultados de uma pesquisa no Google, anúncios com imagens que podem ser apresentados em sites parceiros que dispõem de uma área exclusiva para anunciantes neste formato, e também no Youtube utilizando a segmentação para canais específicos.

É importante ressaltar que as pessoas que estão fazendo pesquisas no Google para encontrar seus produtos ou serviços, estão em uma fase que podemos dizer “prontas” para comprar. Isto significa que elas possuem um interesse legítimo em resolver um problema e pro isso estão pesquisando por algo, que talvez possa ser o que você oferece.

 

  • Facebook Ads

Já o Facebook Ads é a ferramenta de anúncios, que como o próprio nome diz, pertence ao Facebook.

Lá é possível realizar anúncios que serão exibidos nos feeds de notícias das pessoas que possuem as características do público que você segmentar.

Também é possível veicular anúncios no Instagram e também nos Stories, além dos sites parceiros do Facebook, que funciona praticamente da mesma forma do Google.

Já no Facebook o público está em uma fase anterior a compra, apenas consumindo conteúdos e para provocar um real desejo de compra, é preciso acertar muito bem os seus anúncios, tanto imagem quanto texto, para conseguir qualificar bem as pessoas que quiserem saber mais sobre seu negócio.

 

  • Linkedin

Outro lugar que vem recebendo cada vez mais anunciantes é o LinkedIn. O fato está relacionado ao perfil do público que circula pela rede social. São profissionais em busca de novas oportunidades, mas também um público com desejo de se desenvolver e um network voltado para o contexto de negócios.

Se você possui algo que atenda este público, vale a pena experimentar e apresentar o seu negócio por lá!

 

 

Como fazer anúncios?

Agora você já entendeu um pouco onde pode estar investindo em anúncios para aumentar o tráfego para seu negócio e quer começar o quanto antes, mas… espere!

Você precisa fazer isso de forma sistemática e planejada para não deixar seus investimentos irem todos por água abaixo.

É necessário planejar o que será feito, definir claramente para quem será destinado os anúncios, o objetivo principal e como fará a otimização desses anúncios.

Primeiramente você precisa planejar como irá gerenciar estes anúncios, contratando alguém ou operacionalizando você mesmo todas as etapas.

Isto é importante porque é necessária uma rotina de criação, testes e otimizações destes anúncios, para garantir que os resultados sejam crescentes.

Defina dias e horários específicos para este trabalho durante a semana!

Em seguida, estude muito bem o público que você deseja atacar.

Não é raro cometermos erros na segmentação e destinarmos um anúncio para pessoas que irão clicar apenas por curiosidade ou que não possuem o mínimo interesse em adquirir seus produtos.

Existem diversos exemplos de como fazer esta segmentação, então para facilitar, vou comentar quais são as principais informações que você precisa coletar do seu público:

 

– Qual o perfil demográfico dos clientes (como gênero, idade, localização) e informações que ajudem a definir uma “persona”, ou seja, uma representação das características dos seus melhores clientes;

– Como eles buscam informações, quais as palavras chaves utilizam, hashtags e todas as informações que auxiliem o comportamento de pesquisa e solução de problemas através da internet.

 

Após realizar esta coleta de informações você terá plenas condições de iniciar a criação de anúncios de uma maneira mais assertiva, economizando tempo e dinheiro.

Tenha de forma bem definida o que irá fazer com o tráfego gerado pelos seus anúncios, preparando seu negócio para receber os novos visitantes e destiná-los ao objetivo principal alinhado ao seu negócio.

Se o público não for encaminhado para uma página de vendas, oferecendo um material em troca de um cadastro ou a apresentação de algum produto ou serviço, estará jogando fora algumas oportunidades de negócio.

É claro, você precisa ainda de conhecimentos técnicos relacionados a operacionalização das campanhas, mas como este assunto exige muito mais tempo e um nível de detalhamento maior, vou comentar basicamente os tipos de custos que você irá se deparar na hora de montar seus primeiros anúncios.

 

 

Tipos de Custo: CPM, CPC, CPA

Quando desejamos investir em anúncios, nos deparamos com a seguinte informação: “Qual a estratégia de lance deseja utilizar?”

É aí que começa a confusão, porque lance remete a algum tipo de leilão… Correto?

A verdade é que quando anuncia, você entra em um leilão pelos espaços de divulgação, que ocorre de forma bastante dinâmica e relacionada ao saldo disponível no dia para garantir maior ou menor exposição.

Isso não significa que se você colocar pouco dinheiro vai deixar de aparecer, mas isso pode ocorrer se o valor de fato for muito inferior aos demais anunciantes.

O que geralmente ocorre é um número reduzido de impressões em seus anúncios.

Mas simplificando, você será cobrado por uma dessas estratégias que vou comentar agora!

 

  • CPM ou Custo por Mil Impressões

Grandes anunciantes costumam investir neste tipo de estratégia pois eles possuem um grande orçamento e desejam que seus anúncios tenham o maior alcance possível.

Quando você está mais preocupado em fazer as pessoas reconhecerem sua marca, você utiliza esta estratégia.

Você será cobrado sempre a cada mil impressões do seu anúncio, o que na maioria dos casos acaba sendo mais caro. Por essa razão é muito importante conhecer bem as características do público para evitar que seus anúncios sejam apresentados para as pessoas erradas.

 

  • CPC ou Custo por Clique

Esta é a estratégia mais difundida e mais fácil de administrar, pois é cobrado de acordo com a quantidade de cliques em seu anúncio.

Se seu anúncio foi visualizado por 1000 pessoas, mas apenas 100 clicaram, você será cobrado pelos 100 cliques que seu anúncio recebeu.

O foco aqui já não é mais alcance da sua marca, mas sim a geração de tráfego para seu negócio.

 

  • CPA ou Custo por Aquisição

Já o custo por aquisição exige um pouco mais de conhecimento e habilidade na identificação do seu objetivo final, que pode ser uma venda, a aquisição de um lead ou a visualização de uma página específica.

Ele geralmente pode ser mais caro, mas se bem utilizado, ajudará a otimizar ainda mais os resultados com o custo destinado anúncios que realmente funcionam.

 

 

Erros mais comuns ao investir em tráfego pago

Antes de encerrar este episódio é necessário que eu compartilhe com você também alguns erros a serem evitados na hora de anunciar na internet.

Como já comentei, se fizer isso de qualquer jeito vai literalmente jogar dinheiro fora!

 

Então vamos lá:

– Não ter uma rotina de acompanhamento dos anúncios diariamente e semanalmente (quando seus anúncios já estiverem com um mínimo de otimização);

– Não definir muito bem quem é a “persona” do seu negócio;

– Não utilizar a estratégia de lances correta para seus anúncios;

– Não ter um objetivo claro do que fazer com o tráfego gerado;

– Não otimizar seus anúncios;

– E o pior deles: esquecer seus anúncios rodando e não os pausar ou excluí-los.

 

Não descarte as outras estratégias

Agora é o seguinte, o investimento em anúncios pode ser um gatilho para seu negócio decolar e entrar em uma curva de crescimento constante.

Porém se a base ou a estrutura quer irá receber estes novos clientes não estiver adequada, e não possuir uma estratégia de médio e longo prazo, como a produção de artigos e conteúdos em seu site e redes sociais, você pode ficar surpreso com o que irá acontecer.

Ao pausar seus anúncios seu tráfego reduz a quase zero e você para de vender!

 

Espero que tenha gostado do episódio de hoje!

 

Curta, comente, compartilhe e deixe sua avaliação no ITunes para que este conteúdo chegue cada vez mais longe, ajudando mais e mais pessoas a alavancarem seus negócios usando o marketing digital.

Caso fique com alguma dúvida ou queira interagir com um grupo de pessoas que estão aplicando tudo que venho compartilhando aqui, procure o grupo do Expert Em Marketing Digital no Facebook, para que eu possa inclusive ajudar você a desenvolver o seu negócio.

Assine este podcast no seu dispositivo Apple através do aplicativo Podcast, ou no seu dispositivo Android usando o aplicativo de podcast’s de sua preferência. Assim você irá receber uma notificação sempre que um novo episódio estiver disponível.

Você pode encontrar este podcast também através do Spotify e do Deezer.

Conheça nosso time de experts através do nosso site: dicascurtas.com.br.

Até a próxima semana!

Pin It on Pinterest

Share This