Ouça agora este podcast!“055 Como queimar mais gordura durante o seu treino”

Olá pessoal, aqui é Renato Silva, O Cara da Academia do site dicascurtas.com.br e este é o nosso episódio número 55 e nele iremos sobre queima de gordura. Mas antes disso gostaria de te lembrar de seguir o nosso canal no spotify, deezer e iTunes ou o grupo fechado no facebook. Lá você terá acesso a várias informações e textos sobre atividade física, acesso a outros ouvintes e também poderá esclarecer suas duvidas direto comigo. Então procure pelo Cara da Academia e solicite sua participação.

A gordura é o principal combustível do corpo para exercícios de baixa e moderada intensidade. O carboidrato é o principal combustível dos músculos para exercícios de intensidade moderada e alta. O fornecimento de combustível através do carboidrato é muito limitado no corpo, de tal modo que a depleção dele é uma das principais causas de fadiga durante o exercício prolongado e de intensidades mais elevadas (por exemplo, triathlon e maratonas). Suprimentos de gordura são vistos como ilimitados no corpo. Assim, ao aumentar sua dependência de gordura e diminuir sua necessidade de carboidratos durante as provas, os atletas de resistência poderiam teoricamente retardar a fadiga e ter um melhor desempenho. O treinamento de resistência e aumento do gasto de gordura são conhecidos por potencializar a sua queima durante o exercício. Mas realmente existe evidências de que atletas podem realmente ter um melhor desempenho treinando para queimar mais gordura? Vamos explorar esta questão.

O que fazer para queimar gordura?

Alguns treinadores esportivos de resistência acreditam em enfatizar o treinamento na chamada zona de “queima de gordura” (aproximadamente 65 a 70% da FCmax) para aumentar sua eficiência em queimar gordura e, assim, aumentar o gasto do combustível gordura nas provas. Talvez o defensor mais conhecido desta abordagem seja Phil Maffetone, um treinador de esportes de resistência que fez seu nome desenvolvendo uma filosofia de treinamento que foi caracterizada por uma ênfase extrema na importância do metabolismo da gordura. Ele ensinou seus atletas a fazer praticamente todo o seu treinamento em uma intensidade muito baixa para maximizar o metabolismo da gordura e estimular adaptações fisiológicas que aumentassem a capacidade do corpo de oxidar a gordura em exercícios subsequentes. Com o tempo, o treinador acreditava que o atleta seria capaz de nadar, pedalar ou correr cada vez mais rápido com a mesma intensidade de queima de gordura.

Uma pesquisa mostrou que o treinamento na zona de queima de gordura realmente melhora a capacidade. No entanto, existe melhoria apenas dentro da própria zona de queima de gordura – isto é, em intensidades de exercício mais baixas. Não importa o quanto estejam treinados ou de que maneira foram treinados, todos os corredores usam carboidratos ao competir em intensidades próximas ou acima do seu limiar . De fato, apesar de estarem bem adaptados para a queima de gordura, corredores de maratona de elite do sexo masculino oxidam carboidratos quase exclusivamente durante a competição. Somente corredores de maratona acima das 3h30 e corredores de ultramaratonas se beneficiarão ao enfatizar o treinamento em sua zona de queima de gordura.

Em resumo, provavelmente não há nada de especial que você precise fazer com sua dieta ou seu treinamento para se tornar uma máquina de queimar gordura. O treinamento adequado aumentará automaticamente sua capacidade de queimar, mas essa adaptação não influenciará diretamente em seu desempenho em corridas mais prolongadas.

Se você precisar de uma direção, fique à vontade para me enviar perguntas e não deixe de acessar os episódios anteriores do meu podcast.

Espero que tenha gostado do episódio de hoje!

Curta, comente, compartilhe e deixe sua avaliação no Itunes para que este conteúdo chegue cada vez mais longe, ajudando mais e mais pessoas a melhorarem seus treinos. Caso fique com alguma dúvidas, me procura lá no grupo do Facebook O Cara da Academia, pois estarei à disposição para esclarecer todas elas. Assine este podcast no seu dispositivo Apple através do aplicativo podcast, ou no seu dispositivo Android usando o aplicativo de podcast´s de sua preferência. E claro também através do Spotify! Assim você irá receber uma notificação sempre que um novo episódio estiver disponível, conheça também nosso time de experts através do nosso site: www.dicascurtas.com.br

Até a próxima semana!


Como começar o ano motivado | O Cara da Academia

Pin It on Pinterest

Share This