Você já passou pela situação de usar cartão de crédito e, quando vai conferir a fatura, tem uma compra que você não reconhece porque não foi você e nem ninguém que você conhece quem fez?! Alguém, de algum jeito, usou seu cartão de crédito de forma fraudulenta – e fez uma compra.

Isso já aconteceu comigo pelo menos 3 vezes, duas nos últimos meses com cartões diferentes. Apesar de todos os cuidados com as transações realizadas, ainda assim fui alvo de alguma pessoa mal intencionada.

E é um negócio chato: particularmente fico irritado e quero resolver as coisas logo – e penso que você pode experimentar emoções similares e até diferentes com maior ou menor intensidade: alguns ficam com medo, outros entram em desespero, outros ficam extremamente irritados ou agressivos e tem gente que até perde o sono.

Mas vamos lá: deixa eu te contar o que aconteceu comigo e o que você precisa fazer para evitar que esse tipo de coisa aconteça com você e, caso ocorra, o que você deve fazer para resolver a situação.

No episódio de hoje você também vai conhecer a Bitso: a maior plataforma de criptoativos da América Latina, que oferece uma maneira simples e segura para comprar e vender criptomoedas a partir do seu celular, começando com apenas R$25. A proposta é ajudar você a descobrir novas formas de usar seu dinheiro. A Bitso é a patrocinadora deste episódio.

O Investidor Inteligente é o podcast sobre Finanças e Investimentos apresentado todas as semanas com um propósito muito especial: te ajudar a desenvolver uma visão mais elaborada em relação às suas finanças e te oferecer informações relevantes de qualidade sobre dinheiro, além de orientações e estratégias valorosas que podem te dar o clique necessário para você usar bem seus recursos financeiros seja para solucionar seus desafios, seja alcançar seus mais ambiciosos objetivos.

Eu sou Phillip Souza, consultor em finanças e terapeuta financeiro, mentor em educação psicofinanceira especialista em inteligência financeira, o expert em Finanças e Investimentos do Dicas Curtas. Você me encontra nas diferentes redes sociais através do @phillipsouzabr e também no meu canal no YouTube, Phillip Souza.

Meu propósito é destravar a sua mentalidade e te ajudar a entender que a prosperidade também é para sua vida: ao usar bem o seu dinheiro você pode desfrutar de qualidade de vida, fazer com que ele sobre e investi-lo para realizar seus sonhos e objetivos! Assim você poderá aprender a evoluir e se comportar de forma mais sábia e próspera em relação às suas finanças, transformando-se em um investidor ainda mais inteligente.

Esse e os outros podcasts do Dicas Curtas são gratuitos. Portanto, você pode acompanhar e assinar agora o Investidor Inteligente nas diferentes plataformas de podcast seja através do seu dispositivo Apple ou Android, sendo que você também pode encontrar o Investidor Inteligente pelos apps Spotify ou Deezer. Siga agora para não perder nenhuma dica, ficar por dentro com todas as informações e acompanhar todas as semanas os novos episódios para poder alcançar um bom balanço na sua vida financeira tanto no presente quanto no futuro!

Ouça “192 Compra não reconhecida no Cartão de Crédito: o que você deve fazer?” no Spreaker.

Assim como todo mundo eu faço compras online: em lojas super reconhecidas (grandes magazines, por exemplo, Americanas, Casas Bahia, Ponto, Amazon, Magalu, etc), em locais de negociação de produtos (como Mercado Livre, Pag Seguro) e em outros locais que, após verificar a idoneidade da empresa, site, existência de fato do negócio, uso meu cartão de crédito; com muito menos regularidade, mas também já fiz compras do exterior.

Esse tipo de transação, as compras online, é completamente natural hoje: você compra comida, livro, roupa, eletrônico, eletrodoméstico, cosmético, serviço – praticamente tudo com cartão de crédito. E tudo bem. Desde que você tenha recurso para pagar a fatura, seus objetivos de poupança e investimento estejam sendo alimentados e você esteja fazendo compras de coisas que você precisa e vai usar, está tudo certo.

Porém, a gente sabe que no ambiente virtual podem existir pessoas mal intencionadas que querem ganhar dinheiro fácil ou roubar dos outros. E como eu disse: isso aconteceu comigo.

É um saco, porque você não fez a compra e passa na sua cabeça que você vai ter que pagar por algo que não comprou e nem vai usufruir: mas não é bem assim.

Principalmente quando se trata de compras online é recomendável que todos os seus acessos tenham pelo menos dois fatores de autenticação: ao acessar a conta com seu e-mail e senha você também tenha que confirmar com um código gerado na hora, seja enviado por SMS ou por e-mail. Isso possibilita que você saiba se alguém está tentando acessar suas contas ou não, pois aumenta a segurança de acesso em locais que podem acontecer transações financeiras também a partir de seus cartões.

Mas pasme: ainda assim é possível que você seja vítima de alguma fraude.

Caso tenha sido vítima de uma fraude com o cartão de crédito é fundamental que saiba o que fazer. Uma compra não reconhecida no cartão de crédito é indício de fraude, por essa razão o cliente deve agir o mais rapidamente possível para retirar a cobrança da fatura do cartão de crédito (ou seja, cancelá-la) e também para impedir que o fraudador continue a utilizar indevidamente o cartão.

No meu caso, uma das coisas que facilita muito a minha vida é que toda vez que acontece uma compra em meus cartões de crédito sou avisado por SMS. Isso facilita muito porque se tem algo que está acontecendo sem o meu consentimento posso tomar medidas rápidas para corrigir e impedir que alguém provoque estragos maiores para mim e para os vendedores.

Porém muitos cartões de crédito não têm essa função (se você está escutando isso e trabalha em uma empresa que lida com cartões que não tem o serviço de SMS para aviso de compras aos clientes, por favor, sugira esse serviço): quando a compra ocorre você só vai descobrir quando consultar a fatura ou quando a fatura chegar.

Um hábito muito importante, não só nesse caso, é verificar regularmente o que está acontecendo com sua vida financeira. Preciso nem falar que para se ter cartão de crédito você deve ser minimamente bem educado financeiramente, tanto para não se embolar com faturas que não vai dar conta de pagar, quanto para poder acompanhar o fluxo de uso do seu limite de crédito, né?!

Pois bem, como eu controlo minuciosamente o que entra e o que sai das minhas contas, sei exatamente para onde o dinheiro está indo e para qual finalidade e, também, sei exatamente o quanto estou gastando ou deixando de gastar com cartão de crédito (ou seja, sei quanto vou pagar na próxima fatura antes mesmo dela fechar); eu sempre estou em contato com minha vida financeira.

Quando acontece algo desse tipo (e graças a Deus só aconteceu 3 vezes até hoje) eu tomo medidas para sanar o problema muito rapidamente. E recomendo que você não fique paranoico com o uso dos cartões online, mas que fique atento e ligado ao que acontece com o seu dinheiro e o seu crédito.

Uma medida de segurança extra para as compras online é usar o cartão de crédito virtual. Geralmente são dois tipos:

  • o cartão virtual temporário: em que se você fizer uma compra pela internet ou telefone o número expira e que em 24 ou 48 horas o número também expira. Isso é excelente porque te limita em fazer diversas compras e também te traz um nível de proteção mais robusto com seu cartão de crédito.
  • o cartão virtual recorrente: indicado para pagamento de assinaturas (como TV ou internet) ou serviços que sempre costuma usar, como delivery ou transporte.

Esses são cartões virtuais vinculados ao seu cartão físico e geralmente podem ser administrados pelo aplicativo da administradora ou do seu banco.

Eu confesso que esse nível de segurança eu não usava e aconteceu o que aconteceu: alguém, de alguma forma, invadiu minha conta em uma loja (que precisa de autenticação de dois fatores, mas conseguiu burlar isso), realizou uma compra no meu cartão de crédito (que estava salvo na loja) no final da noite anterior ao fechamento do meu cartão, fez a retirada do pedido comprado em menos de uma hora depois e só fui descobrir a movimentação horas depois quando acordei, porque recebi um e-mail dizendo que eu tinha feito uma compra de um item que nem em casa eu preciso: uma capa de sofá de R$500.

Além das dicas de segurança, a primeira dica é não se desesperar: afinal, isso não vai adiantar em nada! Muitos clientes acham que pelo fato de não terem seguro contratado ficarão no prejuízo, contudo, isso não é verdade. A administradora e/ou banco emissor é que é responsável pela segurança do meio de pagamento. Eles já têm um seguro (interno) para cada cartão e limite de crédito concedido. Portanto, em caso de fraude o cliente NÃO terá que pagar pelas compras que não reconhecer.

É interessante ter um seguro do cartão? Ter um seguro contra perda e roubo pode, sim, agilizar o seu atendimento em caso de sinistro, afinal tem uma seguradora envolvida. Porém, mesmo que não tenha contratado um seguro opcional, saiba que nenhum cliente pode ser responsabilizado por uma compra não realizada.

O que a gente deve fazer?

O procedimento para cancelar uma compra não reconhecida é bastante simples. O cliente deve entrar em contato com a Central de Relacionamento com o Cliente da sua administradora: normalmente você encontra esse número impresso no verso do cartão. O cliente deverá falar com um atendente e explicar o ocorrido e posteriormente deverá descrever todas as compras das quais não reconhece.

No meu caso o atendimento foi realizado via chat, pelo próprio aplicativo da administradora. Foi necessário realizar algumas confirmações pessoais, mas no final das contas informei o ocorrido à administradora.

Por segurança normalmente a administradora bloqueia o cartão atual e emite uma nova via para o cliente.

Depois disso é preciso aguardar um prazo médio de 5 a 10 dias úteis. Nesse período o departamento de segurança da administradora vai analisar a possível compra fraudulenta. Se for constatada a fraude as compras não reconhecidas são automaticamente canceladas pela administradora – e costuma vir em forma de estorno na sua fatura.

Algumas administradoras também solicitam que o cliente preencha e assine um formulário descrevendo as compras não reconhecidas. Contudo, a maioria das administradoras exige apenas que o cliente entre em contato com a central de relacionamento e descreva a situação.

No meu caso fiz exatamente isso: primeiro avisei a administradora e me blindei contra possíveis novas compras fraudulentas. Em seguida eu entrei em contato com a loja, informando o ocorrido. Depois de várias confirmações, o acesso à minha conta foi bloqueado para averiguação contra um possível acesso não autorizado. Passaram-se uns 3 dias e fui informado que, de fato, minha conta tinha sido violada e que a cobrança pela compra estava cancelada.

Compras fraudulentas acontecem principalmente na internet, isso porque o fraudador só precisa do número do cartão, data de validade e código de segurança. Todas essas informações estão impressas no próprio cartão de crédito, então qualquer pessoa mal intencionada que tiver contato com o cartão (ou, de alguma forma, acesso a essas informações) poderá utilizá-lo para cometer fraude.

Mesmo tomando quase todas as medidas de segurança (agora vou aumentar o nível de segurança usando os cartões virtuais) eu fui vítima de fraude: acessaram minha conta que deveria ter proteção de dois fatores, realizaram uma compra sem minha autorização no meu cartão de crédito e, se eu não tivesse ligado sobre o que estava acontecendo na minha vida financeira, talvez eu tivesse mais problema com essa compra não reconhecida.

Aumente o nível de segurança de suas operações com cartões, mas também esteja ligado na sua vida financeira, tanto para conduzi-la melhor quanto para corrigir desvios ou se levantar mais rápido caso aconteça algum tropeço.

Ninguém está imune a fraudes ou roubos, mas quanto mais rápido reagirmos, mais rápido avisamos as partes interessadas (administradora e vendedores, nesse caso) e não levamos prejuízo.

Me conta nas redes sociais: você já foi vítima de fraude no seu cartão? O que aconteceu? Como resolveu a situação?

O podcast dO Investidor Inteligente também pode ser um pouco seu! Acesse a transcrição no blog do Dicas Curtas caso queira deixar algum comentário para esse episódio! E você também pode participar mais fazendo a mesma coisa encontrando a postagem no perfil do Dicas Curtas tanto no Instagram (siga @dicascurtas) quanto na fanpage dO Investidor Inteligente no Facebook. Aproveita para seguir o perfil, curtir a página e as postagens, marcar seus amigos e compartilhar com eles o que você está aprendendo aqui!

Participe comigo através das minhas redes sociais (basta buscar o perfil @phillipsouzabr) e também no YouTube no meu canal Phillip Souza. Será uma honra ter contato mais próximo com você!

Todos os links estão na transcrição no blog e na descrição dos episódios.

Pense sobre o que tratamos aqui e coloque em ação o que você aprendeu.

Lembre-se de cuidar bem de você, de sua família e de suas finanças!

Que Deus te abençoe! Aqui é Phillip Souza, e esse é o podcast dOInvestidor Inteligente!

Investidor Inteligente do Dicas Curtas

 

Pin It on Pinterest

Share This