Ouça agora este podcast!“007 Google Adwords ou Facebook Ads?”

Por onde começar a investir em anúncios: Google Adwords ou Facebook Ads?

Talvez você esteja querendo começar a investir em alguma dessas plataformas para realização de anúncios ou até já vem a algum tempo fazendo testes, mas não esta tendo os resultados que deseja por não conhecer as características básicas de cada uma delas.

Vou começar explicando de fato o que é cada uma das ferramentas.

Google Adwords

O Google Adwords é o principal serviço de publicidade da Google onde mais de um milhão de empresas investem em anúncios, para que  sejam encontradas pelos seus potenciais clientes.

Permite que os resultados sejam acompanhados inclusive em tempo real e a gestão de anúncios é bem dinâmica.

Facebook Ads

Já o Facebook ADS é o principal serviço de  publicidade do Facebook, e conta com uma base de mais de dois bilhões de pessoas no mundo que podem ser impactadas pelos seus anúncios.

Permite também o acompanhamento dos resultados e também gestão bem completa dos anúncios.

Mas então qual é a diferença?

Principais Diferenças

Bom… Agora vou abordar as principais diferenças existentes em cada uma delas e preste muita atenção pois isto fará total diferença para o seu negócio:

1 – Base de segmentação

O Google AdWords trabalha com a segmentação baseada em palavras-chave, ou seja, sempre que você realiza alguma pesquisa no Google, é realizada uma busca das principais informações que constam em sua base relacionadas a palavra-chave ( que pode ser uma, duas ou mais palavras) informadas no campo de  pesquisa.

Vamos a um exemplo:

– Se você entrar no google e pesquisar  por “receita de bolo”, receberá uma lista de resultados que contemplam os sites que o Google considera como os melhores para a palavra chave que você pesquisou (que no caso é “receita de bolo”).

Juntamente a lista dos resultados, também estarão presentes alguns resultados que podem estar no início e no fim de cada página e que apresentarão antes do link um pequeno texto com a expressão “anúncio”, de forma a deixar claro que aquele resultado trata-se de um anúncio pago para estar ali de acordo com a palavra chave pesquisada.

É possível segmentar o público por informações de perfil como sexo, idade, localidade…. porém este tipo de filtro será aplicado apenas para pessoas que pesquisam a palavra chave definida para o anúncio apresentado.

Já o Facebook Ads utiliza os dados de comportamento e interesse dos seus usuários para realizar a segmentação de anúncios.

Não vou detalhar todas as formas de segmentação aqui, mas podemos segmentar por exemplo:

– Área Geográfica;

– Faixa Etária;

– Gênero;

– Cargo em uma empresa;

– Faixa de renda;

– Status de relacionamento;

– Nível educacional;

– Idade dos filhos

– E muitas outras informações ou características…

Vou dar um exemplo simples: Você já percebeu que geralmente aparece na sua timeline, alguns post’s de pessoas que você não está seguindo?

Quando olhar sua timeline da próxima vez, observe que logo abaixo do nome da página ou do perfil destes post’s é apresentado a seguinte palavra  “patrocinado”.

Isto significa que aquela publicação trata-se de um anúncio pago e segmentado por critérios nos quais você se encaixa, baseado nas informações que você vem consumindo ao longo do tempo no facebook.

Lembrando que o Instagram(que é do Facebook) também pode apesentar estes anúncios, se esta for uma estratégia que faça sentido para o anunciante.

2 – Fase no processo de consumo

Se você lembrar do que foi comentado no episódio #06 – A Teoria do Pé de Laranja, vai conseguir identificar uma importante informação entre anunciar no Google Adwords e Facebook Ads.

Os clientes possuem momentos distintos no processo de compra: existem aqueles que estarão prontos para comprar, assim como haverão aqueles que vão exigir mais informações para decidir e realizar a compra.

Esta é a grande diferença, mas não estou dizendo aqui que uma ferramenta é melhor que a outra. O momento do comprador é diferente em cada uma das ferramentas.

Mas…. Como assim?

Veja bem…

Você entra na sua conta do Facebook para realizar a compra de algo? Ou apenas acessa para compartilhar vídeos e fotos, assim como curtir, compartilhar e acompanhar as publicações das demais pessoas?

E quando vai ao Google?

Geralmente você está decidido em encontrar algum conteúdo ou informação que deseja, assim como obter mais dados de um produto ou empresa naquele momento?

Portanto ao realizar anúncios Facebook você precisará saber muito bem como trabalhar com os públicos que estão no início do processo de compra e aplicar as estratégias corretas para vender.

E no caso de utilizar o Adwords, poderá sim ter muitos resultados, mas citando novamente o episódio anterior, você talvez não encontre mais “laranjas na parte de baixo do pé”.

Esta diferença precisa estar clara para que você não deduza que o facebook é ruim para anunciar, apenas o momento do comprador é diferente, mas isto não impede de realizar vendas no curto prazo! Até porque já vi isso acontecer…

3 – Formatos de anúncios

Chegamos agora em outro ponto onde há uma diferenças entre as ferramentas.

O Adwords permite uma grande variação de formatos que podem ser apenas os resultados de pesquisa (links), anúncios em banners, texto e foto, anúncios que inclusive podem ser exibidos no YouTube (caso faça anúncios em formato de vídeo), entre outros…

O Facebook permite que utilize o formato composto por uma imagem e texto que é apresentado no feed ou na barra lateral, apenas texto e título e também com vídeos, que podem ser utilizados apenas no feed ou nos stories do Instagram.

Apesar da possibilidade de diversificação das plataformas, ambas fornecem toda a gestão das campanhas criadas, permitido acompanhar os resultados de cada anúncio criado.

4 – Remarketing

Sabe aquela sensação de perseguição que ocorre na internet?

As duas plataformas fornecem recursos para que você persiga os possíveis clientes, aumentando as possibilidades de ocorrerem mais vendas.

Porém os recursos do Facebook Ads ficam restritos a plataforma, mas os recursos do Adwords funcionam dentro do Facebook.

Isso significa que você pode, a partir do interesse que uma pessoa demonstrou ao acessar um conteúdo seu no Facebook, apresente anúncios direcionados em suas pesquisas no Google.

Talvez juntar os dois valha a pena, não é verdade?

Vou comentar então alguns pontos positivos e negativos de cada uma:

Pontos positivos

O Google Adwords é o buscador mais conhecido do mundo e é também a maior plataforma de custo por clique que existe no mercado.  As pessoas que interagem com os anúncios estão avançadas no processo de compra, ou seja, a probabilidade de efetivar uma venda é muito maior.

O Facebook Ads possui uma enorme audiência e contêm diversas informações que ajudam muito na segmentação do público que se deseja alcançar. Mas lembre-se que o Facebook é uma rede social que funciona basicamente com conteúdo visual e o impacto dos anúncios é bastante relevante.

Pontos negativos

O Google Adwords não possui uma segmentação tão focada no público, o que exige ajustes ao longo do período na segmentação das palavras-chaves para que se consiga otimizar os resultados.

Outro ponto importante é que o custo por clique pode sair muito caro, principalmente quando os cliques que ocorrerem no seu anúncio forem realizados apenas por curiosos.

O Facebook Ads possui um algorítimo que define o que será ou não apresentado para seus usuários. Então ao menos que você pague, ninguém verá seu anúncio no Facebook e este custo tem aumentado na mesma proporção que novas pessoas investem em anúncios na plataforma.

Outro problema esta relacionado as restrições de publicações, pois caso seu anúncio quebre alguma política ou regra existente, seu anuncio pode não ser aprovado ou exibido a um número razoável de pessoas.

Exemplos

Mas agora vou dar exemplos de estratégias iniciais para você que chegou até aqui e quer fazer anúncios na internet:

Se você possui uma loja que fornece um produto físico, experimente testar o impacto do marketing digital no seu negócio realizando anúncios no Google Adwords segmentados para sua região, sexo e idade, utilizando palavras-chaves que faça sentido para o produto que você oferece.

Caso tenha um produto digital, faça anúncios no Facebook Ads para pessoas com interesses que se encaixem na persona que você mapeou, de tal forma que entrem em contato com seu conteúdo.

A partir da criação da lista de pessoas que se cadastraram, você poderá aplicar as estratégias corretas para que estes contatos avancem no processo de compra.

Espero que com essas informações eu tenha conseguido tirar alguma dúvida que você tenha em relação a estas ferramentas e  a partir de agora possa otimizar seus resultados investindo em anúncios no Google Adwords ou Facebook Ads.

Agora você já poderá realizar anúncios mais precisos e aplicar as estratégias corretas para o seu negócio, gastando menos e tendo cada vez mais resultados.

Pin It on Pinterest

Share This