Ouça agora este podcast!

“061 Indigestão: o segredo das mamães polonesas”

Você já imaginou comer aquele chucrute e ficar todo indigesto? Chucrute para quem não conhece é um prato típico da Alemanha apreciado em toda a Europa.  Feito de repolho picado e fermentado em salmoura, usado como acompanhamento de diversos pratos de salsicharia, costuma ser bem indigesto!

Já imaginou comendo aquele arroz com pequi, aquela fruta típica do Cerrado, dizem que é muito bom para a memória, pois você lembra-se dele a tarde toda? E aquela linguicinha frita com guaraná, nem se fala né?

Olá, aqui é Abílio Seronni, O Doutor Saúde, do Dicas Curtas e se você quer saber como sobreviver a estes típicos alimentos totalmente indigestos, fique comigo para aprender mais sobre alimentos digestivos.

Então vamos lá!

Hoje vamos falar de comida! No episódio 10 falamos sobre as principais causas da má digestão e cinco dicas para facilitá-la. Neste episódio vou revelar o nutriente que as polonesas utilizam quando comem o chucrute ”da vida”. À medida que envelhecemos, nosso estômago vai atrofiando e criando um quadro de hipocloridria que é a produção de pouco ácido clorídrico, consequentemente iniciamos um quadro inflamatório, disbiose intestinal, desnutrição e até mesmo aparecimento de doenças auto imunes.

Para isso não acontecer temos que adotar medidas estratégicas como, por exemplo, introdução diária de alimentos digestivos. Popularmente os mais conhecidos são as enzimas digestivas contidas no abacaxi chamado bromelina e contidas no mamão chamado papaína.

Agora que você aprendeu que existem alimentos indigestos que podem causar doenças e que o seu corpo vai perdendo a capacidade de digeri-las, vamos conhecer agora 5 dicas para consumir 30 minutos antes das refeições.

Antes de falar das dicas, eu te pergunto: você sabia, que o seu fígado hora ele está estocando energia para seu corpo em forma de glicogênio, hora ele está gastando energia tentando desintoxicar o seu corpo das toxinas e resíduos que você mesmo põe para dentro seja na alimentação, seja na medicação ou ainda seja até mesmo em um beijo contaminado. Portanto, comece a selecionar o que você ingere, pois pode ser a causa de você estar sempre cansado e doente e aprenda a desintoxicar o seu fígado de 6/6 meses que a saúde do seu corpo e da sua mente irá te agradecer.

Agora, preste atenção nas dicas:

Dica 01: Rabanete preto – conhecido lá fora como black radish, você encontra ele em forma de cápsulas. Ele ajuda a drenar o fígado e a vesícula biliar eliminando as toxinas e aliviando as desordens intestinais. Esse é o segredo das mamães polonesas juntamente com queijo fresco. A dica e consumir sempre 30 minutos a 1 hora antes das refeições;

Dica 02: Alcachofra – ajuda na secreção biliar, proteção do fígado e alívio na dispepsia, ou seja, nos sintomas de dores abdominais, gases e náuseas.  A dica aqui é consumi la em forma de extrato, você pode mandar manipular e associar até mesmo com o rabanete preto.

Dica 03: Óleo de hortelã pimenta – um poderoso fitoterápico utilizado em diversas patologias dentre elas é um calmante estomacal, melhorando espasmos, cólicas, diarreias, prisão de ventre, vômitos e flatulências. A dica consumir diluído na água o óleo concentrado e também fazer uso da aroma terapia através dos difusores.

Dica 04: Ácido cólico – é um dos dois principais ácidos biliares produzidos no fígado, que é sintetizado a partir do colesterol para ajudar a digestão e absorção das gorduras e vitaminas a partir dos alimentos. A dica aqui é usar em bebês com erros congénitos da síntese do ácido biliar que irá estimular a produção da bílis normal e ajudar a prevenir o acúmulo de substâncias anormais no fígado.

Dica 05:  Carvão vegetal – gravamos um episódio só falando do carvão vegetal, essa matéria prima natural fantástica para desintoxicação. A dica é usar o carvão feito da casca da planta Tília, assim, você colhe também os benefícios da planta rica em polifenóis, mucilagem (proteção), taninos, heterósidos (flavonoides) e triterpenos( ajuda a formar ácidos biliares), e todo o conjunto da planta ajuda acalmar crianças hiperativas e também tem ação antiinflamatório natural;

A lista completa das principais dicas você encontra no link da descrição.

link: http://seronni.com.br/indigestao

Resumindo, existem inúmeras formas de melhorar sua digestão sem se privar dos sabores da culinária, basta estar atento e consumir as enzimas digestivas antes das refeições indigestas, caso contrário terá consequências.

No próximo episódio vamos falar sobre: falta de ar – o que fazer para deter a quarta doença mais mortal dos EUA.

Espero que tenha gostado do episódio de hoje!

Tem algum assunto que você gostaria de saber mais a respeito?

Ficou com alguma dúvida? Venha fazer parte da nossa comunidade no Facebook O Doutor Saúde e sanar todas elas!

Se você gostou curta, comente e compartilhe o Dicas Curtas em suas redes sociais. Aproveite agora para assinar e acompanhar esse podcast através do seu dispositivo Apple ou Android, sendo que você também pode encontrar o O Doutor Saúde no Spotify e no Deezer.

Agora um anúncio muito importante:

Sabia que a partir de agora você também pode ajudar o Dicas Curtas a crescer ainda mais fazendo parte do grupo de Apoiadores do Dicas Curtas?

Com incentivos a partir de 1 real por mês, você ajudará o Dicas Curtas a alcançar mais pessoas, incluir novos experts, e claro, ter acesso ao grupo de apoiadores no Facebook para receber conteúdos especiais e ter acesso a lives exclusivas para poder tirar suas dúvidas ao vivo com o expert de sua preferência.

Para ser um apoiador basta acessar o site: apoia.se/dicascurtas.

O link vai estar disponível na descrição do episódio!

Um abraço é até a próxima semana.

Pin It on Pinterest

Share This