Ouça agora este podcast!“054 Iniciando o círculo fechado do marketing para sua empresa?”

No Brasil milhares de reais são gastos em esforços em comunicação em redes sociais, produção de conteúdo e muito mais… Mas você já parou para pensar se estas ações estão produzindo os resultados esperados? Por exemplo: quando você faz uma publicação em sua rede social, você recebe curtidas e até compartilhamentos. Mas quanto disso gerou resultado em vendas para você?

É sobre este ponto que vou comentar no episódio.

Mas também quero falar um pouco sobre o Closed-Loop Marketing, ou o Ciclo Fechado de Marketing que permite você entender o que realmente está funcionando em suas estratégias.

Mas antes deixe eu me apresentar…

Eu sou Breno Reis, o expert em Marketing Digital do Dicas Curtas e semanalmente trago aqui neste podcast, várias dicas e informações para ajudar você a alavancar suas vendas e a conhecer um pouco mais sobre este mercado em constante evolução.

Então para que você não perca nenhuma dica e fique atualizado com todas as informações que compartilhando aqui, basta assinar o podcast e acompanhar todas as semanas o Expert Em Marketing Digital do Dicas Curtas.

Então vamos para o que interessa!

Construindo um ecossistema

Essa história começa mais ou menos assim…

Um cliente chega até você através de algum conteúdo que achou interessante, um vídeo ou após realizar uma pesquisa no Google. Ele acessa seu site e por considerar outros conteúdos interessantes, consome outros artigos e visualiza outras informações. Mas um belo momento ele se depara com um material “restrito”, que para ter acesso ele precisa se cadastrar.

Então ele se cadastra e acessa este conteúdo.

A partir deste momento ele se torna um lead, apto a receber ofertas de forma recorrente através de seus canais de comunicação. Esta é a história que todos os dias você pode vivenciar ou não em seu negócio.

Parece óbvio, mas nossos esforços geralmente estão concentrados em pontos específicos, ora apenas na captação, ora apenas na venda!

A questão toda é: como construir um ecossistema que permita rastrear tudo que acontece desde a entrada do visitante em seu site, até a pós-venda?  É aí que entra o Closed-Loop Marketing, ou seja, o Marketing de Círculo Fechado (fazendo uma tradução ao pé da letra. O mais interessante é que aqui estamos falando de negócio, sobre estratégias de vendas e não apenas de usar ferramentas tecnológicas.Tudo parte da identificação do visitante, que pode ser através de uma ação off-line, ou através de canais de acesso on-line.

Aumentar a Relevância

Uma ação off-line por exemplo, poderia ser realizada em uma feira de negócios, com a distribuição de cartões de visitas ou flyers com links específicos. Já no meio on-line nós temos não apenas a pesquisa orgânica (aquela feita usando o Google), mas também redes sociais, anúncios e muitos outros formatos, permitindo que a marca seja encontrada de várias formas.

A partir daí temos a oportunidade de identificar qual o canal está sendo menos relevante e identificar e corrigir o que for preciso para aumentar sua relevância. Aí você vai me perguntar: Mas como eu posso fazer isso?

Com o hábito de disponibilizar sempre links parametrizados e utilizando uma ferramenta de análise, você consegue rastrear todas as origens de visitantes e contatos em seu site. Os link’s parametrizados, apesar deste nome estranho, refere-se a adição de parâmetros ao final de uma url qualquer, forçando que aquele acesso forneça alguns parâmetros que são reconhecidos pela maioria das ferramentas analíticas do mercado.

Exemplo prático

Vou tentar ilustrar isso aqui e agora.

Suponha que eu queira agora rastrear todos os acessos ao Dicas Curtas.!?

1) A primeira ação que eu preciso tomar é que todos os links publicados em qualquer lugar possível, tenha os parâmetros de identificação de qual mídia estou utilizando e qual a fonte.

Então ficaria assim: https://www.dicascurtas.com.br/?utm_medium=social&utm_source=twitter.

A interrogação após o final do endereço diz ao browser que tudo que vier a partir daquele ponto é um parâmetro a ser utilizado pelo destino.

Então apresento um primeiro parâmetro: um médium Este parâmetro deve ser utilizado para indicar qual é a mídia utilizada, como por exemplo: artigos, e-mail, redes sociais, anúncios, flyers ou cartões de visita.

2) O segundo parâmetro descrito no link que comentei é o: utm_source . Este agora irá identificar qual o tipo de canal utilizado, como por exemplo: Facebook, Instagram, Google Ads ou Facebook Ads.

Estes são 2 parâmetros essenciais para ajudar na identificação da origem da informação e claro você quer saber aonde você irá utilizar isso.

A princípio você pode utilizar o Google Analytics para realizar a análise e acompanhar os números de cada iniciativa, bem como a relevância de cada mídia e de cada fonte para seu negócio.

Existem alguns outros parâmetros que podem ser utilizados para enriquecer ainda mais a fonte de informação, mas recomendo a princípio iniciar com estas informações.

Mas repare que ao colocar estas url’s, você tenha receio de divulgar estes links por não serem tão amigáveis, ou porque são grandes demais.

Existe uma solução para isto quer saber qual é?

A solução para seus link’s extensos e cheios de parâmetros?

Os encurtadores de url!

Ã? Encurtador de URL?

Isso mesmo, um local que você coloca um endereço na internet com todas as informações necessárias e em troca você recebe um link menor.

Pode ser um link do serviço com uma sequência de caracteres estranhas, ou algo mais “amigável para seus usuários”.

Se você usa o WordPress existem alguns plugins que fazem isso como o Short Url.

Ou também o próprio Bit.Ly, um serviço que fornece gratuitamente este recurso em seu site.

Vou deixar os links para estas possibilidades na descrição deste episódio.

Veja que esta é uma ação que parece ter alguma complexidade, mas juro a você que é simples!

Exige apenas o estabelecimento de um hábito para sempre publicar um link com seus parâmetros de identificação citados anteriormente.

Porque isto é tão importante?

Somente desta maneira temos a possibilidade de fazer o estudo de origem dos visitantes, para que logo a frente, o círculo fechado funcione corretamente.

Uma vez que um visitante entra em contato com o site, já tendo o entendimento de sua origem, vamos entender seu comportamento.

Vamos observar quais páginas eles veem, qual sua sequência de navegação, passando uma visão de qual fluxo irá proporcionar os melhores resultados não apenas em cadastros, mas em vendas.

No próximo episódio, vou comentar as demais fazes do “círculo fechado”, e espero que você continue aqui comigo.

Espero que tenha gostado do episódio de hoje!

Curta, comente, compartilhe e deixe sua avaliação no ITunes para que este conteúdo chegue cada vez mais longe, ajudando mais e mais pessoas a alavancarem seus negócios usando o marketing digital. Caso fique com alguma dúvida, me procura lá no grupo do Expert Em Marketing Digital no Facebook, pois estarei à disposição para esclarecer todas elas. Assine este podcast no seu dispositivo Apple através do aplicativo Podcast, ou no seu dispositivo Android usando o aplicativo de podcast’s de sua preferência. E claro também através do Spotify e do Deezer. Assim você irá receber uma notificação sempre que um novo episódio estiver disponível. Conheça também nosso time de experts através do nosso site: www.dicascurtas.com.br.

Até a próxima semana!

 

Podcast do Expert Em Marketing Digital | Dicas Curtas

Pin It on Pinterest

Share This