Ouça agora este podcast! “018 Mordida, o que a boca tem haver com a dor na coluna?

Mordida, o que a boca tem haver com a dor na coluna? Muitas pessoas sentem dor na coluna e não sabem a sua origem?

São cada vez mais frequentes e afetadas dia mais pessoas, principalmente no Brasil, um país que cresce o número de idosos.

Dificilmente alguém nunca sentiu aquela dor na coluna, mas afinal, o que provoca essa dor? Porque sobe a cada dia o índice de pessoas que sofrem deste mal? Acorda no meio da noite travada, não conseguem se quer andar ereto, sentem ferroadas ao caminhar devido a hérnia de disco. Então já deve ter se perguntado, por que sinto tantas dores na coluna? Por que não consigo me livrar delas?  Por que piora a cada dia? Será que um dia vou conseguir ter uma vida normal, poder caminhar sem dor e sofrimento?

Olá, aqui é a Abílio Seronni, seu Doutor Saúde, do dicas curtas e se você se identificou com alguma dessas perguntas, hoje você vai aprender 07 motivos que tiram seu sossego e dicas para aliviar sua dor.

 

Então vamos lá!

A lombalgia como é chamada ocorre na parte inferior da coluna vertebral, a famosa lombar. Cerca de três em cada quatro adultos vão ter dor nas costas durante sua vida e esses números podem subir, devido ao aumento do número da população mais idosa.

Uma grande parcela da população nos dias de hoje convive com dor lombar, essa dor pode ser aguda ou crônica. A dor aguda dura, normalmente, de quatro a seis semanas, enquanto a dor crônica pode durar toda uma vida, indicando um problema bem mais grave na coluna vertebral. O paciente descreve que sua coluna está travada, ele tem limitação na flexão anterior da coluna, dor e limitações nos primeiros movimentos pela manhã.

 

Agora que você sabe as características da lombalgia, aqui vão 07 motivos que prejudica sua coluna e como você pode melhorar.

 

Motivo n 1: Mordida cruzada anterior, isso mesmo, o paciente que tem a mandíbula a frente da maxila, cruzando a mordida, em outras palavras, imagina a boca como se fosse uma caixa, onde o certo é a tampa cobrir a caixa, mas quando a caixa cobre a tampa na parte anterior, chamamos isso de mordida cruzada anterior, muito comum quando o papai ou a mamãe também apresenta esse problema, ou seja, influência de fatores genéticos, mas também pode ser adquirido, isso promove uma alteração da coluna criando um quadro clínico chamado de cifose. A dica aqui é o uso de aparelho ortopédico dentário, na fase infantil, indicando o tratamento a partir do nascimento do primeiro molar permanente que se dá por volta dos 7 anos de idade para corrigir essa má oclusão também chamado de prognatismo.

Motivo n 2:  Retrognatismo – Ao contrário do prognata, este tem a mandíbula encurtada, afetando a coluna, deixando com aspecto de ‘’S’’, quadro clínico classificado de escoliose. A dica aqui também é o tratamento ortopédico dentário na idade do surto de crescimento ósseo, estabelecido pela radiografia carpal, ou seja, radiografia das mãos, que geralmente se dá na menina por volta de 10 anos e no menino por volta de 11 anos.

Habito n 3:  Perda dentária – Quando se perde um dente ou vários, o cérebro de forma inconsciente começa a procurar uma zona de conforto na hora da mastigação, com isso, ele procura levar o alimento para o lado que tem mais dente em intercuspidação, ou seja, que se tocam, com isso acaba levando o paciente a um desequilíbrio muscular da face, dos músculos da mastigação, em especial o massater o e o esternocleidoastoide, o musculo do pescoço. Em longo prazo, pode provocar encurtamento dos músculos da coluna e também da perna, deixando uma perna menor que a outra. A dica aqui é colocar implante dentário ou prótese provisória o mais breve possível.

 Hábito n 4: Postura de dormir- já se sabe que a hérnia de disco se desenvolve geralmente durante a postura errada ao dormir, portanto, a cartilagem que une uma vertebra a outra se desloca do seu local de origem, comprimindo o nervo, causando as famosas fisgadas na perna. A dica é dormir de lado com travesseiro entre as pernas

 Hábito n 5: Sedentarismo – é fator pre disponente para ganho de peso e consequentemente inflamação do seu corpo aumentando o limiar da dor e enfraquecendo os músculos, especialmente da coluna. A dica aqui é pelo menos praticar o alongamento. Mas se você quer prevenir dor na lombar a dica é fortalecer o quadrado lombar, através de alongamentos do tipo ponte frontal e lateral por 5 minutos ao acordar e ao dormir…todos os dias. 

Hábito n 6: Agachamento – é muito comum ver uma pessoa agachar da forma errada, sem dobrar os joelhos, deslocando a tensão muscular toda para a lombar, quando na realidade ela deveria dobrar o joelho mantendo a tensão muscular nas cochas e panturrilhas. A dica aqui é começar a se policiar e agachar da forma correta. 

E por fim, o hábito n7: Atividade física- este é outro erro muito comum, preocupados em ganhar músculos, as pessoas vão para academias e iniciam exercícios sem orientação de um personal treiner, assim, pensando que está ganhando saúde, pelo contrário, está desenvolvendo uma lesão que muitas vezes pode se tornar irreversível, então?

 

Se você ainda não se atentou para o sinal da dor na sua lombar, comece a prestar a atenção, e praticar as dicas que você vai sentir no corpo e na mente toda a diferença.

 

Então, o que você achou dessas dicas, qual assunto vc gostaria de saber mais a respeito? Continue acompanhando este podcast eu sou Abílio Seronni, seu doutor saúde do dicas curtas.

 

Para saber mais, acesse nosso site www.seronni.com.br e adquira nosso livro, habittus seronni ou cadastre-se para o próximo workshop.

 

Ou segue nossa fanpage no facebook, dicas curtas e procure pelo doutor saúde o seu expert em saúde.

Um Abraço e até a próxima dica.

 

Pin It on Pinterest

Share This