Ouça agora este podcast! “005 Musculação Emagreçe?”

Você também tem essa dúvida: Musculação Emagrece?

Vejo com muita frequência pessoas ingressarem na academia em busca de emagrecimento e se dedicarem exclusivamente a exercícios aeróbicos e se esquecerem da musculação.

Mas afinal, musculação emagrece?

Com uma resposta simples e direta: Sim, emagrece.

Vou te dar alguns motivos para você não deixar o treino de força para lá no seu plano de emagrecer.

Um dos motivos é a elevação do metabolismo.

Outro seria a alteração da composição corporal, ou seja, seu percentual de gordura será alterado com aumento de massa.

Quando você quer perder peso e adere a uma dieta restritiva, um dos maiores problemas é a queda do metabolismo de repouso, ou seja, você passa a utilizar menos energia.

Porque musculação emagrece?

Atividades mais intensas, como a musculação, produzem um maior gasto calórico e elevam a taxa metabólica de repouso proporcionalmente a intensidade da atividade.

A maioria das evidências sugere que o metabolismo basal é relacionado com a quantidade de músculos que você tem, ou seja, quanto mais músculos, maior o gasto de energia.

Assim temos uma grande vantagem do treino de musculação: a capacidade de reduzir a gordura corporal e simultaneamente aumentar sua massa muscular.

É recomendado que a atividade com pesos seja feita pelo menos 2x por semana.

Quando digo atividades com peso, não me refiro apenas a musculação em si.

Podemos explorar na academia aulas como ginastica localizada, circuitos funcionais, hidroginástica, atividades com alguma resistência.

Para compor uma rotina semanal e uma evolução saudável para seu organismo é preciso combinar diferente tipos de atividades.

Trabalhando força na musculação, você ficará mais preparado para realizar as atividades aeróbicas, evitando lesões.  

É muito importante escolher exercícios adequados e que respeitem o seu desenvolvimento e seu objetivo de perder peso.

Ganhar massa requer muito mais cuidado do que simplesmente aumentar os pesos.

Existem outras variáveis como amplitude de movimento e velocidade de execução que são tão importantes quanto.

Para este trabalho de ganho de massa, seu gesto técnico em cada exercício deve ser feito de maneira segura e respeitando uma progressão didática que vai de exercícios mais básicos e fundamentais até os mais complexos, que exigirão mais prática.

Exemplificando

Por exemplo: você pode começar utilizando um leg press ou agachamento guiado até produzir força com velocidade e amplitude controladas antes de passar para um agachamento livre.

Isolando a musculatura e com o auxílio do aparelho você conseguirá explorar de forma mais segura as variáveis que acabei de falar.

Na minha rotina tenho dois alunos que se preparam para fazer uma prova de triatlhon.

Um deles, muito ligado a musculação, não abre mão de fazer no mínimo 4 treinos por semana para ganhar massa muscular.

Enquanto o outro faz apenas 2 treinos, o que é o bastante para prevenir lesões.

Visivelmente, apesar dos treinos aeróbicos serem semelhantes, o aluno que treina 4 vezes por semana tem o percentual de gordura mais baixo e sua recuperação após cada treino é mais rápida.

Outro ponto interessante seria a redução rápida do peso e percentual de gordura após uma temporada de férias a favor do aluno que treina mais vezes.

Musculação emagrece: Variando seus estímulos

O ideal é sempre variar o estimulo no seu treino de musculação para explorar todas as qualidades de força.

Ou seja, ciclos de resistência de força, força máxima, potência e outros de acordo com o seu objetivo.

Dessa forma estimulamos nosso organismo de forma variada permitindo uma evolução consistente e saímos do tradicional 3×8 ou 3×10.

 

Pin It on Pinterest

Share This