Ouça agora este podcast! “005 Não existe pequeno investimento”

Uma questão que merece ser abordada é a falácia de que “não invisto, pois, não sobra quase nada por mês”.

Primeiramente, como já falamos, o dinheiro do investimento nunca deve “sobrar” ao fim do mês – pois se você fizer assim ele nunca vai sobrar mesmo. Ele deve ser retirado de seus ganhos no início do mês em uma quantia que seja ao mesmo tempo confortável e desafiadora.

Deixar de poupar por achar que é muito pouco?

Agora, caso você faça as suas contas e verifique que o que sobra é algo quase que insignificante, JAMAIS deixe de poupar por achar que é muito pouco. Investir é um hábito que deve se tornar tão impregnado em sua rotina quanto o desagradável, porém necessário, hábito de pagar suas contas mensais. Ademais, qualquer quantia investida acrescida ao seu patrimônio, quando exposta à mágica impressionante dos juros compostos (juros sobre juros), se transformará em um valor que será muito significativo.

Valores pequenos

Pessoalmente, muitas vezes caem na minha conta valores abaixo de R$100,00 oriundos de dividendos de ações (forma que as empresas remuneram seus acionistas) ou aluguéis de fundos de investimentos imobiliários. Mesmo sendo valores pequenos, faço questão de providenciar sua alocação em investimentos o mais rápido possível para não deixá-los parados na conta sem qualquer rendimento.

Fica a dica: desde que você esteja fazendo o máximo possível para investir, não importa o quanto você poupa, importa, sim, o hábito constante de poupar.

Pin It on Pinterest

Share This