Ouça agora este podcast! “017 Progesterona, a fonte da juventude feminina!”

Nos dois últimos episódios  dedicamos aos homens falando do hormônio rejuvenescedor – a testosterona. Agora é a vez de prestigiar as mulheres. Falaremos do hormônio que não só rejuvenesce, mas também protege nossas tão amadas e companheiras mulheres, filhas, mães, avós e amigas. Não tem como negar, hormônios são à base das funções endógenas do nosso corpo, se compararmos a saúde como um bolo, o hormônio seria  a cereja do bolo e para a mulher a falta de progesterona é devastador para a sua saúde. Para cada faixa etária tem sua preocupação. Na fase fértil, a busca pelo anticoncepcional ideal…já na fase da menopausa, por volta dos seus 50 anos, a busca pela prevenção de calorões, fogachos e doenças como tumores de útero, colón e da mama. Então já deve ter se perguntado, porque sinto tantas dores nas pernas, inchaço no corpo, aparecimento de varizes e até trombose? Por que não consigo engravidar?  Por que tenho dores de cabeça e enxaqueca diariamente, tantas espinhas, falta de libido, alteração de humor, ansiedade, TPM e até depressiva?

Olá, aqui é a Abílio Seronni, seu Doutor Saúde, do dicas curtas e se você se identificou com alguma dessas perguntas, hoje você vai aprender 07 formas que aumenta sua progesterona,  o hormônio da longevidade da mulher!

 

Então vamos lá!

 

Antes de falar dos benefícios da progesterona e como melhorar sua produção, quero alertar sobre o uso de anticoncepcional. A OMS, em 2005, equiparou o anticoncepcional sintético vendido na farmácia com o tabaco e o amianto no que tange potencial cancerígeno. Sabemos que essa pílula foi um marco para a independência feminina, permitiu que a mulher saísse do posto de submissa ao marido financeiramente falando pois seu destino era cuidar de filhos e da casa para o posto de competição de igual pra igual no campo do trabalho comercial em busca da igualdade salarial. A preocupação está não porque a mulher mudou o seu modo de vida mas sim porque a partir do momento que alterou a natureza bioquímica hormonal com o uso diário de hormônio sintético de estrogênio, a mulher deixou de ovular e consequentemente deixou de produzir a progesterona, provocando uma menopausa química antecipada.

 Mas afinal, para que serve este hormônio? Ora, a progesterona  simplesmente é responsável pela gravidez, permitindo que a mulher exprima sua beleza ímpar de pele aveludada, brilho nos olhos, cabelos sedosos. Este hormônio estabiliza o humor, auxilia na ação do hormônio da tireoide permitindo redução do peso, auxilia no tratamento da osteoporose, normaliza as taxas de açúcar no sangue. Na capa do livro Progesterone – The Ultimate Woman’s Feel Good, mostra outros benefícios da progesterona como prevenção do câncer de mama, melhora do libido e prevenção de enxaqueca.

E para piorar, na menopausa a mulher tem queda abrupta de hormônios sexuais como testosterona, ocitocina e progesterona, fragilizando ainda mais o equilíbrio das funções endócrinas, permitindo mais infecções urinárias, corrimentos ginecológicos, ardências ao urinar e até queda de bexiga devido ao enfraquecimento dos músculos que sustenta. A queda do estrogênio, outro hormônio feminino, permite uma pele mais ressecada, enrugada, menos elástica com unhas e cabelos frágeis; redução da massa óssea e da produção das endorfinas, dopaminas e serotoninas, hormônios do bem estar, da felicidade e da auto estima. O que esperar dessas mulheres sem os hormônios protetores do coração, do cérebro e dos ossos provocados geralmente pelo uso de anticoncepcionais, estresse, alimentação errada, sedentarismo e contaminação do meio?

 Se sua genética é desfavorável, uma das maneiras é a reposição com hormônios bioidênticos ou isomoloculares, ou seja, hormônio idênticos ao que o nosso corpo produz feito a base de gel transdermico de alta absorção com nano partículas e aprovados pelo FDA, Federação de Drogas Americana, seria a ANVISA brasileira porque uma vez que você ingere via oral esse anticoncepcional sintético, ele produz cerca de onze metabólicos que seu corpo não reconhece, levando a inúmeras doenças como fragilidade capilar, varizes, trombose e infarto agudo do miocárdio.

 

Um estudo publicado pela autora Agnes Fournier em janeiro de 2008, no Brest Cancer Res. Treat. Mostra um follow up de 8,1 mil mulheres na menopausa com 80.377 mulheres menopausadas e 2.354  com câncer de mama mostrando a relação do uso de placebos e hormônios com o risco de câncer de mama concluiu se que o uso de ‘’estrogênio’’, neste caso o medicamento premarin, urina de égua prenha teve incidência elevada de 29% de câncer, enquanto a associação de premarin com progestágeno, uma variação sintética da progesterona teve o aumento de 69% de câncer e quando associava premarin com estrogênio bioidentico, o aumento chegava a zero por cento, concluindo a eficácia da modulação com hormônios bioidênticos.

 

07 hábitos que você deve praticar para ter uma vida longeva:  

  •  Hábito n 1: Fuja de anticoncepcionais hormonais sintéticos como Diu Mirena ou pílulas sintética não biodenticas. A dica aqui é falar com seu médico ginecologista para indicar Diu de cobre ou progesterona bioidentica ou até mesmo adaptar se ao hábito de preservaticos;
  • Hábito n 2:  Fitonutrientes – O consumo de plantas como vitex agnus conhecida como arvore pura, raiz dente de leao, bardana e cardo de leite… todas essas ervas tem propriedades medicinais e uma delas é aumentar o nível de progesterona de forma natural. Onde eu encontro tudo isso? Sinceramente, algumas são bem difíceis de encontrar, mas a maioria dessas ervas você encontra em mercados municipais e farmácias de manipulação.
  • Habito n 3:  Alimentos nutraceuticos – o consumo de vegetais crucíferas, como brócolis e couve, repolho, couve de Bruxelas são ricos em uma substância chamada indol 3 carbinol, além de silenciar o gen. do câncer, abaixa o nível de estrogênio, consequentemente eleva o nível de progesterona,  e o por fim o alho, através de uma substância chamada alicina, combate a produção de cortisol, hormônio do estresse que diminui significativamente a produção de progesterona.
  • Hábito n 4: Dosagem de cafeína: sabemos que a cafeína tem excelentes propriedades medicinais, no entanto, o uso exagerado pode aumentar o nível de cortisol, o hormônio do estresse , assim, o seu sono será prejudicado e consequentemente o nível de progesterona também! Portanto, a dica aqui é não ultrapasse duas xícaras de café por dia.
  • Hábito n 5: Consumir o trio: colesterol, zinco e magnésio são matérias primas para a fabricação da progesterona, portanto, o colesterol através do ovo e consumo de outras gorduras saudáveis como ômega 3, azeite de oliva extra virgem e óleo de coco e de abacate também são recomendados…, zinco através da carne vermelha, ostra e castanhas e o magnésio encontrado nas folhas verdes não podem faltar na sua dieta nutricional;

 

  • Hábito n 6: Suplementação – As vitaminas E, C e B6, a L-Arginina, o selênio e os betacarotenos tem demonstrado aumento significativo de progesterona;

 

  • Hábito n 7: Atividade física- este é o santo grau da progesterona, pois mata dois coelhos em uma cajadada só: além de combater a enzima aromatase por causa da redução da gordura, também combate o hormônio cortisol por causa da produção de endorfinas, então?

 

Se você ainda não se atentou para a importância da progesterona, comece a prestar a atenção, e praticar as dicas que você vai sentir no corpo e na mente toda a diferença.

 

Então, o que você achou dessas dicas, qual assunto você gostaria de saber mais a respeito? Continue acompanhando este podcast eu sou Abílio Seronni, seu Doutor Saúde do Dicas Curtas.

 

Para saber mais, acesse nosso site www.seronni.com.br e adquira nosso livro, habittus seronni ou cadastre-se para o próximo workshop.

 

Ou segue nossa fanpage no facebook, dicas curtas e procure pelo doutor saúde o seu expert em saúde.

 

Um Abraço e até a próxima dica.

Banner Podcasts (3)

 

Pin It on Pinterest

Share This