Ouça agora este podcast!“043 Ressaca: O corpo fala”

Você provavelmente já tomou um porre e acordou no outro dia parecendo que foi atropelado por um caminhão ou conhece alguém que já tomou esse porre ou até mesmo vive de ressaca. Mas afinal, por que existem pessoas que bebem o dia inteiro e no outro dia acordam como se nunca tivesse colocado álcool na boca e tem outras pessoas que só de experimentar o álcool já acordam como se tivesse morrendo? Isso chamamos de ressaca, uma maneira do seu corpo falar – preciso de ajuda! Por que tem  pessoas que bebem muito e não ficam embriagadas e já outras mudam o comportamento, dá vexame, tem amnésia, não se lembra de nada no dia seguinte, altera o humor, ficam agressivas, enfim, sofrem muita influência do álcool?

Olá, aqui é Abílio Seronni, O Doutor Saúde, do dicas curtas e se você se identificou com essas perguntas, hoje você vai aprender 5 dicas para curar a ressaca.

Então vamos lá!

 

A diferença entre antídoto e o veneno está na dose. Se usarmos as bebidas como cerveja e vinho com moderação, podemos ter doses terapêuticas, funcionarem como verdadeiros remédios, por exemplo a cerveja tem um fungo, um levedo, a levedura de cerveja chamado Saccharomyces cerevisiae que é responsável por transformar o açúcar da cerveja, o malte em álcool, sem ele, não existiria a cerveja. Porém, aqui vem a balança, de um lado, o levedo de cerveja, um dos alimentos mais nutritivos que existe por ter altíssimas concentrações de vitaminas e sais minerais, mas do outro lado, vem o problema do álcool que baixa e muito a sua imunidade e pode provocar uma ressaca terrível em pessoas sensíveis ao álcool, assim como o vinho que por um lado é rico em antioxidantes como o resveratrol, classificado como a vacina anti-câncer, mas que por outro lado tem o álcool que prejudica os neurônios, a imunidade e pode levar a dependência química.

Quando você ingere bebida alcoólica, o órgão que vai metabolizar o álcool através de inúmeras reações químicas convertendo em acetaldeído até chegar em água e gás carbônico em um organismo saudável, para ser excretado pelo rim através da urina é o fígado. No fígado tem uma enzima chamada Aldeído desidrogenase (ALDH) responsável em metabolizar o acetaldeído, porém, tem pessoas com polimorfismo genético, muito comum em asiático, que tem deficiência em produzir essa enzima ALDH, assim, ao ingerir álcool, ela fica com o rosto bem avermelhada, isso é chamado de rubor asiático, ou seja, tem pessoas que são altamente sensíveis ao álcool e tem reações imediatas ou tardias. Outra consequência do álcool é a desidratação, pois, este mesmo substrato do álcool chamado acetaldeído inibe um hormônio anti-diurético chamado vasopressina, também conhecida como ADH que é responsável pela concentração de água e de íons no sistema renal, por isso você vai ao banheiro várias vezes quando está ingerindo álcool.

Geralmente, a pessoa que ingere álcool por muitas horas, ela passa por 4 fases, primeira fase ocorre um relaxamento, pois ocorre a liberação de um hormônio relaxante chamado GABA – gama aminobutírico. Depois entra na segunda fase, de euforia, pois aqui ocorre a liberação do hormônio serotonina, o hormônio da felicidade, mas para algumas pessoas esse hormônio as deixam excitadas, com alteração do humor, bem agressivas. Depois entramos na terceira fase quando os receptores já não funcionam mais, há o bloqueio de uma proteína chamada glutamato, responsável pela excitação do SNC, ocorrendo uma depressão da parte cognitiva, da memória, dos movimentos e sensações, aqui ocorre fala e movimentos enrolados, um retardo fisiológico, aqui vem a fase da depressão.

Finalmente chegamos a quarta fase, a fase do coma, aqui a pessoa está envenenada, desidratada, com hipoglicemia, confusão mental, dificuldade de manter-se acordado, vômitos, convulsões, dificuldades de respiração, diminuição da frequência cardíaca e resfriamento do corpo. Fazendo a analogia com os animais, temos a fase da hiena-boi-porco-urso. Com tantos sintomas indesejáveis, percebe claramente que essa é uma droga que mata lentamente. Temos que ter a sabedoria e o bom senso de usa lá com muita moderação, sociabilidade ou fazer uso somente dos ingredientes funcionais como o levedo de cerveja e o resveratrol na forma de pó, líquido ou em cápsula.

 

05 Dicas para sair da ressaca.

Antes de falar das dicas, eu te pergunto: você sabia que quando você ingere um suco de laranja, de caixinha, ou até mesmo um refrigerante eles são metabolizados no fígado e convertidos em álcool? Portanto, uma doença que cresce muito é a esteatose hepática não alcoólica, seu fígado fica cheio de gordura como se você estivesse ingerindo álcool, olha que loucura, e você achando que seu suquinho no café da manhã estava te fazendo bem sendo que na verdade ele é um grande vilão para sua saúde. Portanto, sempre dê preferência em comer a fruta ao em vez de tritura lá no liquidificador e remover todas as suas fibras. Quando você ingere álcool, os triglicerídeos livres na corrente sanguínea tendem a serem armazenados na forma de gordura, portanto, a dica é, se for beber, só beba e aguarde o intervalo em média de 6 horas para ingerir gordura, caso contrários, você vai engordar. Agora, preste atenção nas dicas:

 

Dica 01:  Água ou bebida tônicas- caso lembre durante a bebida alcoólica, de intercalar com um copo de água, seria ideal, mas se esqueceu e está com ressaca, você precisa hidratar-se para repor o sódio que você perdeu;

Dica 02: Suco de beterraba com gengibre e curry – rico em arginina, uma proteína precursora do óxido nítrico, um potente vasodilatador, vai ajudar a aliviar dores de cabeça, enxaqueca, melhorar o fluxo sanguínea e recuperar os músculos e o gengibre e o curry, excelentes anti inflamatórios naturais para melhorar a irritação da mucosa gastrointestinal;

Dica 03: Magnésio – o sal amargo, é considerado o maestro dos minerais, um potente relaxante vascular, vai ajudar a metabolizar o álcool junto com zinco e vitaminas do complexo B;

Dica 04: Detox com zeolita – mineral vulcânico composta por 70% de silício, sua estrutura geométrica porosa carrega íons negativos que atrai e adsorve, sequestra não só o etanol presente no sangue, mas também metais pesados tóxicos como o mercúrio, cadmio,  alumínio e chumbo, também xenosestrógenos, bisfenois, portanto, está sendo considerado hoje um dos melhores destoxificante do corpo.

Dica 05: DIETA DA SOPA – o caldo rico em sal grosso (sais minerais) e água (hidratação), ovo que tem cisteína, ajuda a remover o acetaldeído e carne rico em gordura que ajuda a diminuir a absorção do álcool.

Dica extra: Sono –essa sem dúvida é o mais poderoso, se você não tirar um tempinho e deixar o seu corpo se auto curar através de um sono reparador seguindo todas as dicas da higiene do sono que já ensinei no episodio n1, dificilmente você se livrará da ressaca e em hipótese alguma tome remédio.

 

A lista dos principais nutrientes você encontra no link da descrição.

link: http://seronni.com.br/lista-ressaca

Resumindo, a dica principal é cortar essa droga que mata lentamente que é o álcool, mas se você quer continuar a beber ”socialmente”, que faça com menos burrice seguindo nossas dicas, hidratando, destoxificando e desinflamando, pois o acúmulo de toxinas é a porta para inúmeras doenças como cirrose, diabetes e depressão.

Para aprofundar se no assunto, acesse nosso site www.seronni.com.br

Agora, você tem a oportunidade de ficar frente a frente comigo, através de uma consultoria online, para se cadastrar basta acessar o link na descrição e seguir o passo a passo.

http://seronni.com.br/consultoria-on-line

Se você ainda não se atentou para os malefícios do álcool, da importância do consumo consciente e como sair da ressaca comece a prestar a atenção, comece a praticar as dicas que você vai se limpar.

Então, o que você achou dessas dicas, qual assunto você gostaria de saber mais a respeito?

Ficou com alguma dúvida? Venha ser meu aluno, cadastre se na nossa consultoria online e venha fazer parte da nossa comunidade no Facebook O Doutor Saúde.

 

Curta, comente e compartilhe usando o Itunes e assine este podcast no seu dispositivo Apple, através do aplicativo podcast ou no seu dispositivo Android usando o aplicativo podcast da sua preferência, assim você fica sabendo sempre quando tiver um novo episódio, e é claro, estamos também no Spotify e no Dezzer.

Continue acompanhando este podcast eu sou Abílio Seronni, o Doutor Saúde do dicas curtas.

Um Abraço e até a próxima semana.

 

Pin It on Pinterest

Share This