Ouça agora este podcast!“051 Sua empresa e a lei de proteção de dados”

Você nos últimos meses tem recebido de todos os aplicativos e redes sociais que utiliza, um pedido de aceitação dos novos termos de serviços ou políticas de privacidade que foram recentemente atualizados?

O motivo disso é a GDPR, ou a regulamentação de proteção de dados da União Europeia, que entrou em vigor em 25/05/2018. O foco desta regulamentação é devolver o controle das informações e dados pessoais  aos usuários, onde é necessário deixar claro qual a finalidade dos dados que serão utilizados, o direito a remoção destas informações quando solicitada, atualização e a portabilidade destes dados para outros serviços quando solicitados. No Brasil foi aprovado no senado o Projeto de Lei da Câmara – PLC 53/2018, que trata da lei de Proteção de Dados Pessoais definidos estas regras mas também estabelece as regras para a coleta de dados sensíveis. E é extremamente importante que você saiba o que deve ser feito em seu site e no seu marketing.

Eu sou Breno Reis, o expert em Marketing Digital do Dicas Curtas e semanalmente trago aqui neste podcast, várias dicas e informações para ajudar você a alavancar suas vendas e a conhecer um pouco mais sobre este mercado em constante evolução.

Quer participar deste podcast? Conte para nós se alguma dessas dicas que venho compartilhando já te ajudou, ou deixe uma dúvida, para que eu possa respondê-la nos próximos episódios.Então é bem simples: envie uma mensagem de áudio dizendo seu nome, qual a cidade é e qual sua dúvida ou seu case de sucesso para o whatsapp de ddd 61 e número 99175-9635. Talvez sua dúvida ou seu case de sucesso possa ajudar outras pessoas a alavancarem seus resultados usando o Marketing Digital.

Então vamos para o que interessa!

Considerações iniciais

Quando você se cadastra em uma rede social ou acessa sites, blog’s, e-commerce’s, conteúdos, enfim… Praticamente todo e qualquer lugar na internet está obtendo dados e informações a respeito dos seus usuários, consumidores ou apenas visitantes. Um exemplo claro disso é o Facebook ou o Youtube, que em troca de seus dados de usuário e também através das informações que você visualiza nestas plataformas, coletam informações para depois oferecer a seus anunciantes.Os anunciantes por sua vez, conseguem de forma mais precisa obter resultados positivos em vendas, pois conseguem se conectar a um público com interesses próximos aos produtos e serviços que ele oferece.

Por exemplo: se você está grávida e acessa alguns blog’s sobre gestação e amamentação, logo em seguida você receberá uma enxurrada de anúncios sobre produtos e serviços relacionados.

Mas qual o objetivo da GDPR e da PLC 53/2018?

O objetivo é dar a você, o usuário, controle total para decidir entre deixar seus dados disponíveis para utilização, atualizá-los ou a qualquer momento solicitar que eles sejam removidos.

Qual o prazo de adequação?

O prazo para que as marcas e o governo se adeque é de 18 meses, e caso você esteja ouvido este episódio em momento posterior, este prazo poderá já ter se encerrado. Se você possui alguma das plataformas on-line que citei aqui, e não está ciente dessas alterações, você estará correndo sérios problemas.

Quem precisa se atualizar?

Toda e qualquer plataforma on-line, site, blog, e-commerce, ead, aplicativo… seja o que for que estiver na internet, deverá avisar o usuário que seus dados serão coletados, informando de forma clara e simples como estas informações serão utilizadas. Esta utilização precisa estar descrita e estabelecida em uma “Política de Privacidade” (mas vou repetir mais uma vez, pois está é uma das exigências da nova lei), apresentando de forma clara e simples, sem termos jurídicos ou com uma redação que tenha como foco enganar o usuário como seus dados serão utilizados. Ele deve ter a capacidade de ler e entender claramente tudo que estiver contido nesta política.

Reforçando que não importa se você é um site pequeno ou apenas um blog, você agora é obrigado a ter sua própria Política de Privacidade.

Impactos e a multa

Se você tem para o seu negócio um site e um aplicativo, cada um destes canais precisa se adequar a legislação. Caso você seja um desenvolvedor de sites, precisará incluir em todos os sites já construídos ou novos, a politica de privacidade e mecanismos para que o cliente possa dar o seu consentimento em relação a utilização de seus dados. Caso você não cumpra o que está estabelecido na lei, poderá arcar com uma multa de até R$ 50 milhões de reais! Isso mesmo: R$50 milhões de reais.

E quando houver vazamento de dados?

Muitas empresas que sofrem vazamento de dados, seja por falhas no sistema ou ataque hacker, levam até anos para divulgar o que aconteceu a seus usuários. A nova lei determina que nestes casos, os responsáveis pelo site, por exemplo, informem a seus usuários lesados, o ocorrido em um prazo máximo de 72 horas.

A criação de novos papéis nas empresas

A lei exige também que haja um escritório de proteção de dados estabelecido para tratar destas questões e garantir que a legislação está sendo cumprida. Sendo assim, toda companhia que coleta dados deverá nomear um Encarregado da Proteção de Dados Pessoais, que irá responder a situações de vazamento de dados ou quaisquer outras tratativas relacionadas as informações armazenadas.

Se adequando de forma simplificada

Uma ferramenta de criação de sites que já está estabelecida e possui uma infinidade de recursos é o WordPress. E claro que também já existem alguns plugins para facilitar ainda mais sua vida na hora de se adequar a esta legislação. Estive pesquisando alguns sites e blog’s e todos eles reportaram que os plugins gratuitos ainda não estão 100% com a GDPR. Porém existem plugins “Premium” que já estão buscando atender todas as necessidades da nova legislação. Um que se demonstrou mais aderente se chama “Ultimate WP GDPR toolkit for WordPress” (que você poderá encontrar neste link). Ele possui uma boa compatibilidade com todos os plugins que você provavelmente utiliza para coletar dados, informa quais deles ainda não estão adequados e quais estão “ok”.

O preço dele é em dólar, neste momento está $19, mas com certeza vale o investimento para estar em conformidade com as novas regras.É claro que em breve algum plugin gratuito possa vir a surgir e suprir esta necessidade que será básica para tem utiliza a internet.

Espero que tenha gostado do episódio de hoje!

Curta, comente, compartilhe e deixe sua avaliação no ITunes para que este conteúdo chegue cada vez mais longe, ajudando mais e mais pessoas a alavancarem seus negócios usando o marketing digital. Caso fique com alguma dúvida, me procura lá no grupo do Expert Em Marketing Digital no Facebook, pois estarei à disposição para esclarecer todas elas. Assine este podcast no seu dispositivo Apple através do aplicativo Podcast, ou no seu dispositivo Android usando o aplicativo de podcast’s de sua preferência. E claro também através do Spotify! Assim você irá receber uma notificação sempre que um novo episódio estiver disponível.

Conheça também nosso time de experts através do nosso site: www.dicascurtas.com.br.

Até a próxima semana!

Pin It on Pinterest

Share This