Ouça agora este podcast! “029 Teste do pezinho: a gota da vida!”

Você provavelmente assistiu o episódio anterior que eu falo da fibrose cística! Essa doença é uma das várias doenças diagnosticadas logo no período neonatal, que vai do nascimento até o vigésimo oitavo dia pós parto, no entanto, a melhor data para realizar o teste do pezinho está entre 48 horas pós nascimento até o sétimo dia pós parto. Portanto, você deve ter feito o teste do pezinho ou conhece alguém que não fez e hoje sofre com algum tipo de doença, na maioria, incurável pela medicina atual.  Olá, aqui é Abílio Seronni, seu Doutor Saúde, do dicas curtas e se você é mamãe ou papai ou pretende ser, fique atento ao teste do pezinho, ele poderá salvar o seu filho ou até mesmo aumentar a expectativa de vida e hoje você vai aprender as doenças mais comuns detectadas no teste do pezinho e 05 dicas para melhorar a saúde da gestante e principalmente do feto durante a gravidez.

Então vamos lá!

 

O teste do pezinho

 

O teste do pezinho é um teste simples e eficaz quando feito de forma adequada. Através dele é diagnosticado várias doenças, dentre elas vou citar as mais comuns:

1 – Fenilcetonúria: uma herança genética autossômicas recessiva, ou seja, tanto o pai, quanto a mãe devem apresentar o alelo mutante, é caracterizada pela deficiência da enzima fenilalanina hidroxilase responsável por converter a proteína fenilalanina encontrada em vários alimentos como carnes, peixes, ovos e laticínios em tirosina, e o acúmulo dessa proteína afeta o cérebro levando a deficiência intelectual.

2 – Fibrose cística falada no episódio anterior, também é uma herança genética autossômica recessiva, conhecida como a doença do beijo salgado, porque você tem excesso de cloro e sódio nas secreções em geral, especialmente no suor e na saliva, afeta muito todo o sistema digestório e respiratório e a pneumonia é clássica nessa doença.

3 – Hipotireoidismo congênito: caracterizado pela deficiência em produzir o hormônio t3  e t4, responsáveis pelo metabolismo e desenvolvimento em geral.

4 – Anemia falciforme: doença do sangue, da hemoglobina, os glóbulos vermelhos ficam rígidos e entopem os vasos e não oxigena o corpo direito levando a dores, infecções e cansaço extremo.

5 – Hiperplasia adrenal congênita: caracterizado pela deficiência de aldosterona que tá ligado a hidratação do corpo e excesso de andrógenos que tá ligado a parte sexual, ou seja, o feto começa a ficar desidratado e ter alterações no órgão sexual, levando muitas vezes o paciente a morte.

6 – Deficiência de biotinidase: enzima que faz o aproveitamento da vitamina B7 que é a biotina, também é uma herança autossômica recessiva, e a falta da biotina provoca atraso no sistema neuropsicomotor, levando o paciente a cegueira, a surdez e a calvície e  fraqueza excessiva dos membros.

 

Atenção, alguns fatores podem alterar o resultado do teste do pezinho, são eles:

 

1- Coleta do sangue no período entre o parto e 48 horas de vida;

2- Bebê com peso menor ou igual a 1,5kg (prematuro extremo)

3- A mãe fez uso de corticoide por 15 dias antes do parto.

Agora que você sabe as doenças mais comuns que podem ser diagnosticadas precocemente, você vai aprender 05 dicas para aumentar a saúde do seu filho durante a gravidez.

 

5 – Dicas para aumentar a saúde do seu filho durante a gravidez

 

Antes de falar das dicas, eu te pergunto: Você sabia que existe algumas vitaminas que são lipossolúveis, ou seja, precisa de gordura para serem absorvidas, por exemplo a vitamina A, que é o retinol encontrado na carne animal ou caroteno encontrado na planta, se você tomar um suco de cenoura por exemplo que é rico em vitamina A achando que vai nutrir se de vitamina A, está enganado, para isso acontecer é preciso colocar algum tipo de gordura e a dica é colocar uma colher de óleo de coco, assim o suco se torna um verdadeiro remédio. Agora preste atenção nas dicas da gravidez:

 

Dica 01: Iodo: estudos mostram que crianças que a mãe suplementou com iodo tiveram o teste de QI aumentado, ou seja, melhora a inteligência da criança, melhora a imunidade, não gripa, além de ser um quelante, ou seja, expurga substâncias tóxicas como o cloro, flúor encontrado nas águas de abastecimento do Brasil e o bromo encontrado nos pãezinhos franceses. Já sua falta causa cretinismo, surdez e retardo mental.

Dica 02: Ácido fólico: também conhecida como vitamina B9, ajuda no fechamento do tubo neural, na formação do sistema nervoso central, ajuda a prevenir fenda palatina, lábio leporino e trissomia do 21, mas seu excesso também pode contribuir na formação da criança autista

Segundo estudo feito pela Escola de Saúde Pública Johns Hopkins Bloomberg, nos Estados Unidos, foi encontrado nível quatro vezes maior de folato ou ácido fólico em crianças autistas concluindo que a dose deverá ser individualizada para cada paciente, enfim, a diferença entre o remédio e o veneno está na dose, portanto, procure sempre seu médico antes de se auto medicar. Uma forma mais segura é consumir logo o metil folato em doses bem menores, que é a forma na qual o corpo transforma o acido fólico pela enzima -THF para absorção e uso.

Dica 03: Água de coco: rico em vários ácido, principalmente o caprílico, láurico, capróico e cáprico o que irá favorecer e muito no aumento da imunidade do feto e da gestante, mas também ajuda a regular o nível de açúcar no sangue, taxas de colesterol, é hidratante, diurético, melhora o cansaço e a fadiga, câimbras, circulação, náuseas, constipações, azias, enfim, é rico em sais minerais, eletrólitos que uma gestante precisa.

Dica 04: Vitamina D3 ou 25-hidroxi-colecalciferol ou calcidiol é um pré-hormônio produzido no fígado que apresenta receptores em todas as células do nosso organismo e irá ajudar em toda a formação musculo-esquelética do feto. A dose deverá ser individualizada, no exame de sangue, entre 50 e 70 ng por ml, e a suplementação por si só não é suficiente, é preciso tomar sol, pele muito clara 10 a 15 minutos, ppele mais escura de 30 a 45 minutos sem protetor solar expondo 80% do corpo diário já é o suficiente. Uma pesquisa, publicada no jornal científico The Journal of Clinical Endocrinology and Metabolism (JCEM), mediu os níveis de vitamina D em 678 mulheres na 34ª semana de gestação e acompanhou as crianças até o quarto ano de vida e concluiu que as crianças cujas mães tinham mais vitamina D apresentavam mais vigor físico e força muscular. Há ainda registros na literatura médica que sugerem uma ligação entre a falta da vitamina D e a ocorrência de diabetes gestacional, pré-eclâmpsia, infecções vaginais e perda de massa óssea pela mãe.

Dica 05: Óleo de peixe- Ácido Dexahexanóico ou DHA – durante a gravidez, o feto rouba da mãe e a chance da mãe desenvolver depressão pós-parto é enorme. Logo, a dica é suplementar.

A receita dos principais nutrientes que devemos consumir para ter uma gravidez mais segura você encontra o link na descrição.

link: http://seronni.com.br/gravidez-receita

Resumindo, a base da gestação segura está na alimentação, ingerindo os nutrientes certos a chance de o feto vir com saúde e com segurança são enormes.

Para aprofundar se no assunto, acesse nosso site www.seronni.com.br e adquira nosso livro, habittus seronni ou cadastre-se para o próximo workshop.

Se você ainda não se atentou para importância do teste do pezinho e da boa alimentação, comece a prestar a atenção e a praticar as dicas que você vai sentir os benefícios de uma gestação segura.

Então, o que você achou dessas dicas, qual assunto vc gostaria de saber mais a respeito?

Ficou com alguma dúvida? Me procure no grupo do ”O Doutor Saúde”, no facebook, pois estarei a disposição para esclarecer todas elas, e aproveite para segui lá.

Curta, comente e compartilhe usando o itunes e assine este podcast no seu dispositivo apple, através do aplicativo podcast ou no seu dispositivo android usando o aplicativo podcast da sua preferência e é claro, estamos também no spotify e no dezzer.

Continue acompanhando este podcast eu sou Abílio Seronni, seu doutor saúde do dicas curtas e pra finalizar, aproveite para conhecer também o nosso time de experts, através do nosso site: www.dicascurtas.com.br

Um Abraço e até a próxima semana.


Pin It on Pinterest

Share This