Ouça agora este podcast!“077 Título de capitalização é um bom investimento?”

Você chega em seu banco, vai conversar com o gerente, ele te oferece um título de capitalização (que cada instituição financeira tem seu nomezinho bonitinho) e, ingenuamente, você acha que está investindo dinheiro. O título desse podcast foi para atrair sua atenção; mas deixa te dar um choque de realidade: título de capitalização NÃO É investimento. Vamos falar sobre isso.

Eu sou Phillip Souza, o expert em Finanças e Investimentos do Dicas Curtas e semanalmente trago aqui neste podcast, várias dicas, informações e orientações para ajudar a fazer com que você use bem o seu dinheiro para construir seus resultados de forma financeiramente saudável com foco em qualidade de vida, aproveitando o presente e cuidando do futuro, transformando-se em um investidor inteligente.

Para você não perder nenhuma dica e ficar atualizado com todas as informações que estarei compartilhando aqui, basta assinar gratuitamente o podcast e acompanhar todas as semanas o Investidor Inteligente do Dicas Curtas.

O que é título de capitalização?

O título de capitalização é um título de crédito regulamentado pela SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), adquirido num prazo determinado, com a finalidade de guardar dinheiro e participar de sorteios de prêmios. Diante disso, ficou bastante comum as agências bancárias comercializarem esse tipo de títulos aos seus clientes. Ou seja: título de capitalização NÃO É investimento. Investimento é um produto financeiro que faz o seu dinheiro render juros, não poupar dinheiro ou te oferecer meios de ganhar prêmios.

Como funciona o título de capitalização?

Com isso claro, vamos agora entender o funcionamento do título de capitalização.

 

Sobre a Forma de Pagamento

Quando o consumidor opta por comprar um título, existem 3 formas de pagamento: pagamento único (PU), pagamento mensal (PM) e o pagamento periódico (PP). Neste valor são descontados o custeio do prêmio e as despesas administrativas das empresas habilitadas para a capitalização. Além disso, esta quantia de dinheiro também possui uma correção pela Taxa Referencial ou então por um índice de inflação. Esta situação é definida no ato da compra do título de capitalização. Ou seja: ao adquirir um título você já tem custos para “capitalizar” o seu dinheiro (entenda com juntar dinheiro forçadamente). Geralmente o máximo que as instituições fazem é ajustar pela inflação o recurso empregado nesse produto – e, na boa, você como investidor inteligente, sabe que existem produtos que fazem isso e muito mais: e são INVESTIMENTOS!

 

Sobre a Rentabilidade

O título sofre todo mês uma atualização no seu valor, em geral pela TR (mesma taxa utilizada na caderneta de poupança) e também por uma taxa de juros definida no ato da compra, que pode ser uma taxa variável. Esta taxa de juros precisa ser de, no mínimo, 20% da taxa mensal aplicada à Poupança.

O que muitos não sabem é que apenas uma quantia do valor pago mensalmente é rentabilizado (cota de capitalização). O restante deste dinheiro é dividido entre a cota de sorteio e uma espécie de taxa administrativa. Portanto, não é todo o dinheiro mensal que rende 0,5% mais a TR. Rende muito, mas muito menos que a Caderneta de Poupança (talvez, atualmente, o investimento menos rentável de nossa economia). Era preferível você guardar seu rico dinheirinho na Caderneta de Poupança, concorda? Sem taxas, sem custos e rendendo o que a legislação determina

 

Sobre Prazo

Também existem 3 prazos envolvidos nos títulos de capitalização:

  • Prazo de pagamento: Equivale ao período que o comprador se comprometeu a realizar o pagamento do título.
  • Prazo de vigência: Neste prazo, precisa ser especificado o período de início e fim da aplicação. Este prazo pode ser igual ou maior que o prazo de pagamento.
  • Prazo de carência: Este prazo constitui o período mínimo que o comprador precisa deixar o seu dinheiro aplicado. Caso o investidor queira resgatar este dinheiro antes do prazo, pode ser aplicada uma multa de até 10% do capital investido.

Sinceramente você já deve ter percebido pelo tom desse podcast que eu não sou fã desse tipo de aplicação. Primeiro: cancele a contribuição/pagamento nesse tipo de produto financeiro, caso você tenha. Segundo: dependendo da sua situação, resgate o valor ou espere até o final para poder resgatar o valor remanescente e aplicar onde é investimento de verdade. Terceiro: não caia novamente na lábia do vendedor do banco, seu gerente de contas.

 

Sobre Sorteios

O consumidor que adquire um título de capitalização precisa ser sorteado até o prazo de vigência para ter uma boa rentabilidade. Caso você não tenha essa sorte, o rendimento do seu título não conseguirá superar o da Caderneta de Poupança. Por isso, é interessante que você tenha conhecimento sobre onde investir o seu dinheiro – e, sinceramente, eu nunca vi uma pessoa contemplada em Título de Capitalização. Tem que ter, pois é regulamentado pela SUSEP, mas eu nunca vi. Se você já viu, conte para mim e para seus colegas investidores inteligentes lá no grupo exclusivo do Facebook.

 

Tipos de Títulos de Capitalização

Com o objetivo de atender a diferentes perfis de consumidores, o título de capitalização é dividido em quatro grupos.

  • Tradicional: A restituição total deste capital só é realizada para compradores que não estão em déficit no pagamento. A maioria dos compradores que escolhem este grupo tem o objetivo de permanecer com o valor guardado até o final do período, ou seja, não recorrem ao resgate antes do prazo de vigência. Mas caso você opte pelo resgate antecipado, a quantia a ser adquirida pode ser inferior ao total de pagamento já realizado. É possível realizar o pagamento do título mensalmente, único ou periódico.
  • Popular: Para este grupo, o objetivo é a participação de sorteios para concorrer a prêmios atrativos, mesmo que não haja a devolução integral do valor aplicado. É realizado pelo menos um sorteio para cada semestre de validade do seu título. O pagamento do título pode ser periódico, único ou mensal.
  • Compra Programada: Quando se adquire um título deste grupo, é preciso preencher uma ficha de cadastro. Nesta ficha, será possível identificar o que você deseja receber quando o prazo de vigência for finalizado: a quantia guardada ou um serviço específico. Os sorteados durante o prazo de pagamento receberão o valor total do título além do saldo que já foi aplicado.
  • Incentivo: O título de capitalização deste grupo possui vínculo a um evento promocional de incentivo, estabelecido pelas agências bancárias. É bastante utilizado por algumas empresas, e funciona como uma motivação para você manter em dia o pagamento para continuar a participar dos sorteios.

 

O resgate do título de capitalização

Quando você escolhe o tipo de título que deseja comprar, é fundamental entender os prós e contras para resgatar este valor aplicado.

  • Resgate antecipado: Ao solicitar o resgate do título antes do prazo final de vigência, você resgatará somente parte do valor aplicado.
  • Resgate Parcial: Você poderá solicitar o resgate de uma parcela do valor guardado. Este tipo de resgate não é muito encontrado para os títulos de capitalização. Quando há essa opção, existem algumas regras em relação ao valor mínimo e o valor máximo que precisa permanecer guardado.
  • Resgate no final do prazo: Quando completa o prazo de vigência do título e você resgata o valor guardado, corrigido pela TR ou por um índice da inflação.

Se você possui um título de capitalização e pretende resgatá-lo, uma dica é reaplicar parte do capital em um investimento mais rentável, como um CDB ou Tesouro Direto, por exemplo.

 

Onde adquirir títulos de capitalização?

Você pode encontrar o título de capitalização em diferentes instituições financeiras. Por praticidade, muitas pessoas procuram por títulos do seu próprio banco. Apesar de não ser fã, tenho que instruí-los para que possam tomar consciência e saber o que estão fazendo; portanto temos atualmente nas maiores instituições bancárias os seguintes títulos:

 

Título de Capitalização Caixa:

O título de capitalização da Caixa é dividido em 3 grupos: Caixa Cap Seguro, Confiança Cap e Ideal Cap. Esses grupos se diferem sobre o prazo de vigência, prazo de pagamento e o valor dos títulos. Quando o prazo de vigência terminar, a responsabilidade sobre o recebimento do valor guardado é do comprador. Portanto, se você adquirir um título da Caixa não esqueça de fazer contato para resgatar este dinheiro – senão ele fica lá, parado e depreciando por conta do efeito da inflação.

 

Título de Capitalização Banco do Brasil:

O título de capitalização do Banco do Brasil também possui vários grupos que se diferem nos prazos, valores mínimos, sorteios e os pagamentos. Os títulos do BB são: Ourocap Mensal 48, Ourocap Mensal 60, Ourocap Flex e Ourocap Único.

Título de Capitalização Santander:

Os títulos de capitalização do Santander possuem grupos para pagamento mensal e para pagamento único. Os títulos são conhecidos como: CapSorte do Milhão, CapSorte Total, Cap Universitário e Super Cap.

Título de Capitalização Bradesco:

O título de capitalização Bradesco possui muitas opções de títulos, tanto para pagamento único quanto para pagamento mensal. Eles são: Pé Quente Bradesco Brasil Campeão, Pé Quente Bradesco 10, Pé Quente Bradesco Empresa, Pé Quente Bradesco – O Câncer de Mama no Alvo da Moda, Pé Quente Projeto Tamar, Pé Quente Bradesco Sorte Dia & Noite e Pé Quente Bradesco SOS Mata Atlântica.

 

Título de Capitalização Itaú:

O título de capitalização Itaú possui grupos para pagamento mensal: PIC (R$20), PIC (R$30) e PIC (R$70). Os clientes do Itaú Uniclass possuem maiores opções para comprar títulos.

 

Ou seja: vários nomezinhos bonitinhos para te atrair com o principal apelo de ganhar prêmio. Você já entendeu a minha opinião sobre esse assunto…

É claro que você vai ser assediado para aplicar seu dinheiro em algum “Cap” do seu banco em algum momento de sua história bancária. Mas você já sabe muito bem que existem outras opções infinitamente mais rentáveis e interessantes do que ficar mexendo com títulos de capitalização. Se sua dificuldade é guardar dinheiro e esse produto serve para te forçar a fazer isso, vou te dar uma dica diferente: abre uma conta poupança em uma instituição bem longe da sua casa, aquela que, se você precisar resgatar o recurso vai ter que ir lá na agência do outro lado do mundo. E não receba o cartão dessa conta; se receber, corte-o. E vá poupando ali. Se você realmente precisar do recurso, a agência pode ser na outra ponta da cidade que você vai atrás; do contrário, acho difícil um esforço tão grande compensar: geralmente dá preguiça.

E você, já aplicou seu recurso em um título de capitalização achando que estava investindo e que era o máximo concorrer a prêmios mirabolantes por seu banco? Ou depois desse episódio você reconheceu que está fazendo coisa errada com seu dinheiro aplicando em um Cap da vida? É, eu sei que é complicado, mas ficou claro que título de capitalização não é investimento, portanto, cuide bem do seu rico e suado dinheirinho, ok?! Lembre-se que você pode entrar no grupo exclusivo do Investidor Inteligente no Facebook: lá podemos conversar mais abertamente sobre esse e outros temas, ok?!

 

Curta, comente, compartilhe, deixe sua opinião e também dê sua avaliação no iTunes para que este conteúdo chegue cada vez mais longe, ajudando mais e mais pessoas a cuidarem bem de suas finanças e investirem com mais qualidade e consciência!

Assine agora este podcast no seu dispositivo Apple através do aplicativo Podcast, ou no seu dispositivo Android usando o aplicativo de podcast de sua preferência; você também encontra o Investidor Inteligente no Spotify e no Deezer. Fazendo isso você receberá uma notificação sempre que um novo episódio estiver disponível.

Sugiro que você acesse o site www.DicasCurtas.com.br para conhecer o nosso time de experts, em várias áreas do conhecimento, que com certeza vão contribuir para você desenvolver uma vida plena!

Agradeço a oportunidade em contribuir para sua vida e aguardo sua participação!

Ficamos por aqui e até a próxima semana com mais uma dica do Investidor Inteligente!

Pin It on Pinterest

Share This