Ouça agora este podcast!

“046 Utilizando o marca-texto para estudar da forma correta”A rotina de estudos de quem se prepara para um concurso público deve ser bem organizada, principalmente para se obter uma boa gestão do tempo disponível para estudar.

Neste episódio você vai aprender a utilizar o marca-textos para economizar tempo e ter alto rendimento nos estudos.

Hoje é hora de detalharmos mais uma estratégia complementar ao roteiro de estudos perfeito, onde nós já vimos como usar os mapas mentais para memorizar os assuntos da prova, além dos resumos por palavras-chave, as duas estratégias mais utilizadas neste sentido.

A estratégia de utilização de canetas marca texto pode substituir a utilização dos resumos ou até mesmo dos mapas mentais, em caso do estudante ter pouco para estudar até a data da prova.

Se você perdeu os episódios anteriores, onde nós falamos sobre as estratégias que eu citei até agora no podcast de hoje, assim que terminar por aqui volte e ouça todos eles, para que você adquira este conhecimento tão importante para os seus estudos.

Eu sou Pablo Amorim, o Mestre Em Concursos do Dicas Curtas e semanalmente trago aqui neste podcast, várias dicas e informações para ajudar você a ter alta performance nos seus estudos e conquistar mais rápido a sua aprovação.

Então, para que você não perca nenhuma dica e fique atualizado com todas as informações que estarei compartilhando aqui, basta assinar o podcast e acompanhar todas as semanas o Mestre Em Concursos do Dicas Curtas.

Agora, vamos ao que interessa!

 

Algumas ressalvas importantes antes de começar

Utilizar os marca-textos nos estudos tem uma vantagem significativa em relação à economia de tempo em comparação com os resumos e os mapas mentais.

Essas duas estratégias demandam tempo e trabalho para serem implementadas, pois você precisa fazer um levantamento das partes mais importantes do conteúdo e efetivamente montar os mapas ou escrever manualmente os resumos em uma folha de papel.

E no caso das canetas marca-texto, basta destacar esses pontos importantes no texto original  e pronto. É só voltar aos tópicos marcados durante as suas revisões.

Porém, como nós debatemos nos dois episódios anteriores, quanto você monta seu próprios mapas mentais, você organiza as informações da mesma forma em que elas são estruturadas no seu cérebro, o que torna esta estratégia bem mais eficiente em termos de memorização e aprendizado.

Da mesma forma, quando se utiliza os resumos por palavra-chave, ao reescrever os conteúdos mais importantes, de forma comprimida, utilizando as suas próprias palavras, você cria um entendimento mais completo do assunto, também facilitando o processo de aprendizado.

Portanto, você está livre para usar uma ou todas essas estratégias em conjunto, da maneira que se mostrar mais eficiente para você, dependendo do tempo disponível que você tem para estudar.

Por isso é importante que você faça uma boa avaliação da sua condição como estudante e teste as estratégias para verificar qual funciona melhor para você.

 

A importância de usar várias cores

Hoje em dia, é possível encontrar diversas cores de canetas marca-texto, e eu recomendo que você faça uso de várias cores, usando cada uma para um objetivo diferente.

Até para uma questão de organização e até mesmo de navegação dentro do conteúdo que você for destacar. Uma visão monocromática do conteúdo pode ser cansativa e pouco proveitosa.

Já que você tem que estudar diversas matérias e assuntos diferentes, é interessante que você use um sistema de cores para que o seu cérebro faça associações mais eficientes.

Então, o marca-textos servirá para destacar os assuntos importantes do texto, além de contextualizar as partes destacadas.

Tente fazer uma estrutura de cores, como o modelo abaixo, por exemplo:

  • Marca-texto amarelo: Trechos importantes da matéria
  • Marca-texto verde: Assunto principal
  • Marca-texto laranja: Pontos de dificuldade ou dúvidas, ou ainda assuntos onde você tenha errado muitas questões.
  • Marca-texto azul: Assuntos decorebas, com memorização direta e que não podem ser esquecidos, como datas, locais, fórmulas matemáticas.

Só tenha cuidado com a poluição visual pelo excesso de marcações em seu material de estudo, além de não usar muitas cores, para que você não corra o risco de fazer marcações demais e deixar de destacar o que é verdadeiramente importante.

 

Marque o que é importante

O uso da caneta marca-textos é muito comum, não só entre os estudantes, mas até em casa e no meio profissional, pois é uma forma muito simples de destacar conteúdos importantes, sejam eles quais forem.

Pode ser uma lista de tarefas no trabalho, lista de compras no supermercado, além de assuntos importantes em livros e outros materiais de estudos.

Até mesmo alguns aplicativos de leitura de ebooks e pdf´s tem essa função, como o Kindle Reader da Amazon.

Porém, o que a maiorias das pessoas não sabem é exatamente como fazer o melhor uso desta ferramenta.

O uso sem critérios de um marca-texto, pode tornar esta estratégia completamente ineficientes, servindo apenas para colorir o seu material de estudo.

Quando você estiver diante de um texto que possua um conteúdo que será cobrado na sua prova, procure conhecer com antecedência as suas partes mais importantes.

Assim, durante a sua leitura, você será capaz de fazer marcações eficientes, dando o devido destaque a esses assuntos e pronto.

Procure seguir a estrutura de cores que você aprendeu a criar e dessa forma, fazer marcações no texto vai se tornar um hábito saudável para os seus estudos.

Lembre-se de que o seu objetivo ao usar essa estratégia é memorizar esses assuntos. 

Por isso é importante realizar revisões, fazendo novamente a leitura desses pontos importantes que destacou na matéria.

 

Não faça marcações por impulso

Resista a tentação de ir destacando aleatoriamente as informações no texto durante a sua leitura.

Esse é um erro comum, que além de poluir o seu material de estudo, te induz a memorizar assuntos desnecessários, que podem não ter relevância alguma para a prova.

O ideal é fazer um estudo prévio dos assuntos dentro da matéria que possuem relevância maior para a prova, para realizar uma primeira leitura completa do texto, sem realizar nenhuma marcação.

Então, refaça a leitura, de posse dos assuntos importantes e vá fazendo os seus destaques com critério, evitando marcar parágrafos inteiros. Procure possíveis respostas para o que você precisa.

 

Revise os itens que você marcou

Depois de ter sinalizado aquelas partes do texto que são mais importantes para os seus estudos, é hora de tirar o máximo proveito dessa estratégia.

E você só terá as vantagens que ela oferece se você retornar ao texto, realizando revisões, fazendo justamente a leitura desses tópicos destacados, seguindo um calendário de revisões para memorizá-los.

Esse é uma forma bem simples de estudar e que faz você ganhar tempo, pois é somente ler o que estiver marcado no seu material.

Você não precisa ler todo o texto novamente. Isso é cansativo e toma muito tempo.

Ao invés de fazer isso, procure fazer uma pequena revisão e resolva uma bateria de questões direcionadas a esse assunto.

Então, caso você encontre dificuldades para resolver esses exercícios, ou tenha um índice de erros muito grande, refaça a leitura completa desses tópicos específicos ou procure por materiais complementares para melhorar o seu entendimento do assunto.

 

Resumo:

Agora é hora de nós revermos o conteúdo do episódio de hoje.

  • Começando por fazer algumas ressalvas importantes sobre o uso do marca-texto antes de começar a pôr em prática a estratégia. Demonstrando as suas vantagens e desvantagens em relação ao uso dos mapas mentais e dos resumos por palavra-chave.
  • Resolvido esse ponto, foi hora de destacar a importância de criar um sistema de cores para organizar melhor as suas marcações para que a estratégia seja eficiente. Da mesma forma que nos mapas mentais e nos resumos por palavra-chave, você aprendeu que o primeiro passo é destacar os assuntos mais importantes do texto, ou seja, aqueles com mais chances de serem cobrados na prova antes de efetivamente começar a fazer a sua leitura e as suas marcações no texto.
  • Lembrando de não realizar estas marcações por impulso, mas fazê-las seguindo um critério de importância para a prova.
  • E finalizando, eu te mostrei a importantância de fazer as revisões dessas marcações para que a estratégia funcione.

 

Eu espero que tenha gostado do episódio de hoje!

Se você gostou curta, comente e compartilhe o Dicas Curtas em suas redes sociais. E caso fique com alguma dúvida, me procura lá no grupo do Mestre em Concursos no Facebook, pois estarei à disposição para esclarecer todas elas. Assine e acompanhe esse podcast através do seu dispositivo Apple ou Android, sendo que você também pode encontrar o Mestre em Concursos  no Spotify e no Deezer.

Agora um anúncio muito importante:

Sabia que a partir de agora você também pode ajudar o Dicas Curtas a crescer ainda mais fazendo parte do grupo de “Apoiadores do Dicas Curtas”?

Com incentivos a partir de 1 real por mês, você ajudará o Dicas Curtas a alcançar mais pessoas, incluir novos experts, e claro, ter acesso ao grupo de apoiadores no Facebook para receber conteúdos especiais e ter acesso a lives exclusivas para poder tirar suas dúvidas ao vivo com o expert de sua preferência.

Para ser um apoiador basta acessar o site: apoia.se/dicascurtas.

O link vai estar disponível na descrição do episódio!

Ficamos por aqui e até a próxima semana com mais uma dica do Mestre em Concursos!

Até a próxima semana.

 

Pin It on Pinterest

Share This