Ouça agora este podcast!

“074 Vale a pena fazer Dropshipping?”

Você já pensou em montar um negócio onde apenas divulga o produto e o fornecedor realiza todo processo de gerenciamento de estoque, embalagem e envio da mercadoria?

Não estou falando de marketing de afiliados, estou falando de Dropshipping!

Assim como a explosão de infoprodutos e do mercado de afiliados, agora estamos vivenciando uma criação massiva de lojas virtuais que divulgam poucos produtos, muito interessantes por sinal, mas são geralmente importados ou de algum fornecedor que você talvez nunca tenha ouvido falar.

Vamos entender neste episódio o que é Dropshipping, as vantagens e desvantagens de utilizar este modelo de negócio para você!

Eu sou Breno Reis, o expert em Marketing Digital do Dicas Curtas e trago aqui neste podcast, várias dicas e informações para ajudar você a alavancar suas vendas e a conhecer um pouco mais sobre este mercado em constante evolução.

Então para que você não perca nenhuma dica e fique atualizado com todas as informações que estarei compartilhando aqui, basta assinar o podcast e acompanhar todas as semanas o Expert Em Marketing Digital do Dicas Curtas.

Então vamos para o que interessa!

O que é Dropshipping?

 Como já comentei no início deste episódio, o Dropshipping trata-se de um processo de vendas onde o revendedor divulga um produto e quando a venda ocorre ele apenas notifica o fornecedor que ela ocorreu.

O fornecedor recebe os dados e realiza todo o processo de coleta do item no estoque, registra da baixa do produto, embala e envia para o comprador.

Veja que o revendedor só precisou se preocupar com a venda de fato!

O que precisa acontecer após a este passo é de total responsabilidade do fornecedor.

Mercado de Afiliados x Dropshipping

Muitas pessoas quando desejam empreender, procuram alternativas de baixo custo. Um dos formatos já bastante conhecido no ambiente digital é o Mercado de Afiliados.

Você recebe um link para a página de vendas do fornecedor e caso a venda se concretize você é remunerado por isso.

A ideia é a mesma quando se fala em vender sem estoque, e é por isso que muitas pessoas investem neste segmento, pois não precisam investir um grande capital para começar a vender.

Mas veja bem…

No Mercado de Afiliados a forma de monetização ocorre através do comissionamento de cada venda. Esta comissão pode variar de acordo com o desejo do fornecedor e é ele quem determina o valor do produto.

Já no Dropshipping a forma de monetização está relacionada ao percentual de lucro que você aplica em cada um dos produtos que está revendendo. Você pode determinar por exemplo que para um produto que seu fornecedor vende por R$ 5, o valor de venda seja R$ 25.

Resumindo…

Na afiliação você não pode determinar o valor final do produto e fica limitado ao percentual de comissão determinado pelo fornecedor.

No dropshipping você determina quanto quer receber na venda de cada unidade do produto que seu fornecedor oferece!

Você sabia que…

O dropshipping no Brasil não é uma novidade. Algumas marcas como Lojas Americanas, Ponto Frio e a Shoptime já utilizam esta técnica a muito tempo com fornecedores nacionais.

Apesar de existirem algumas dúvidas, o dropshipping não é ilegal! Na verdade, existem burocracias para você ter um e-commerce, conhecer as regulamentações locais e regionais, quais são os requisitos para se certificar e estar em dia com suas contribuições.

Existe a possibilidade de você trabalhar com fornecedores nacionais, mas tenho visto que os fornecedores são poucos, as margens de lucro acabam não sendo tão atrativas e o nível de confiança nestes fornecedores ainda é muito duvidosa.

Mas é claro que a alta concorrência e a baixa qualidade de alguns desses produtos, podem queimar sua marca e te deixar frustrado já na primeira tentativa.

Banner com Link para acesso a MaxMilhas

Vantagens do dropshipping

Como já citei, a primeira grande vantagem está na margem de lucro, pois você é quem determina o valor de venda dos produtos que vai revender.

A outra, não menos importante é o fato de não precisar de estoque. Você vai estabelecer sua marca, apresentar seus produtos e a cada venda, recebe sua parte e envia para o fornecedor apenas o preço de custo do produto.

Com o fato anterior, fica claro que existe a liberdade de trabalhar com quantos produtos quiser.

Aproveito aqui para já dar uma bela dica: tente trabalhar com produtos que estejam relacionados ao público que você deseja alcançar.

Sim! Você também precisa definir um público para este modelo de negócio.

Ao identificar produtos relacionados que podem interessar ao seu público, você consegue maximizar as vendas com a diversificação de produtos.

E para fechar com chave de outro o fato mais relevante: baixo investimento!

Imagine a seguinte situação: Você decidiu abrir uma pequena loja de presentes na sua região. Vai investir já de cara no aluguel de um bom ponto comercial, criação de uma identidade visual mínima, reformar a loja, comprar mobiliário para expor os produtos, comprar todo o estoque, funcionários, panfletagem, contador… Preciso falar mais?

No dropshipping você cria um e-commerce, estabelece contato via alguma interface entre você revendedor e os fornecedores, e faz o seu trabalho de marketing.

O resto da história você já sabe!

Desvantagens…

Apesar de parecer uma mina de ouro para quem tem o sonho de trabalhar de qualquer lugar, existem sim pontos negativos que podem fazer você desistir de investir nesta estratégia.

A falta de controle do estoque é um grande problema quando se tem uma loja virtual, pois o produto pode acabar no fornecedor, e sem a informação atualizada você irá realizar vendas e não terá como entregar o produto.

Isto vai gerar uma boa quantidade de cancelamentos, reclamações e prejuízos a sua marca.

Associado ao ponto anterior, temos também a grande concorrência em setores específicos que podem fazer você ter um custo bem maior para realizar vendas. Isto pode acabar com sua margem de lucro, pois precisará trabalhar com descontos e ser mais competitivo no mercado.

Riscos de produtos com defeitos e necessidade de realizar trocas ou devoluções também é um risco. Como você não é responsável pela produção e nem pelo estoque, pode surgir diversos problemas na entrega que não conseguirá prever.

Portanto, prepare-se para resolver problemas e ficar de olho em sites de reclamações, pois lá é o primeiro lugar onde as pessoas vão antes de comprar on-line.

Os custos de frete também são uma complexidade que você precisará superar quando estiver trabalhando com vários produtos. Cada fornecedor trabalha com valores diferentes e é sua responsabilidade gerenciar estes custos e possivelmente assumir alguma perda quanto o valor for maior do que o esperado.

O prazo de entrega não é garantido e é alto, com números que começam de 15 até 90 dias, principalmente quando se trata de produtos internacionais. Uma dica é jogar limpo com o cliente e dizer o tempo máximo que seu fornecedor poderá levar para completar a entrega.

Encare o dropshipping como um modelo de negócio!

Esta atividade vai exigir muito mais do que você imagina, responsabilidade e comprometimento em fazer as coisas da melhor maneira possível.

Isto começa na definição de quais produtos trabalhar, saber lidar com os erros na escolha de fornecedores e muitas outras coisas.

Comece com produtos mais baratos e vá avançando à medida que sua maturidade no negócio aumente.

Espero que tenha gostado do episódio de hoje!

Se você gostou curta, comente e compartilhe o Dicas Curtas em suas redes sociais. E caso fique com alguma dúvida, me procura lá no grupo do Expert em Marketing Digital no Facebook, pois estarei à disposição para esclarecer todas elas. Assine e acompanhe esse podcast através do seu dispositivo Apple ou Android, sendo que você também pode encontrar o Expert em Marketing Digital no Spotify e no Deezer.

Agora um anúncio muito importante:

Sabia que a partir de agora você também pode ajudar o Dicas Curtas a crescer ainda mais fazendo parte do grupo de apoiadores?

Com incentivos a partir de 1 real por mês, você ajudará o Dicas Curtas a alcançar mais pessoas, incluir novos experts, e claro, ter acesso ao grupo de apoiadores no Facebook para receber conteúdos especiais e ter acesso a lives exclusivas para poder tirar suas dúvidas ao vivo com o expert de sua preferência.

Para ser um apoiador basta acessar o site: apoia.se/dicascurtas.

O link vai estar disponível na descrição do episódio!

Ficamos por aqui e até a próxima semana com mais uma dica do Expert Em Marketing Digital do Dicas Curtas!

Até a próxima semana.                                                

Podcast do Expert Em Marketing Digital | Dicas Curtas

Pin It on Pinterest

Share This